Audiência pública do Orçamento estadual de 2022 será em Santos nesta segunda (13)

População pode participar presencialmente ou virtualmente; veja como

Comentar
Compartilhar
10 SET 2021Por Da Reportagem18h10
O público pode enviar sugestões ao Orçamento por meio do WhatsApp, pelo número (11) 9 3404 9001, e também pelo site da AlespO público pode enviar sugestões ao Orçamento por meio do WhatsApp, pelo número (11) 9 3404 9001, e também pelo site da AlespFoto: Mariana Bonaccini/Alesp

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo realiza, na segunda-feira, dia 13 de setembro, a partir das 10h, na Câmara de Santos, a 12ª audiência pública do Orçamento estadual para 2022. O objetivo do encontro é colher as demandas da população da cidade e região, de forma a contemplá-las no conjunto de investimentos e ações do governo paulista no próximo ano.

Em Santos, a audiência será presidida pelo deputado Wellington Moura (Republicanos). O público pode enviar sugestões ao Orçamento por meio do WhatsApp, pelo número (11) 9 3404 9001, e também pelo site da Alesp. Outra é se inscrever antecipadamente por meio do formulário no site. Nessa opção, o cidadão participa ao vivo pela plataforma Zoom. O público também pode comparecer pessoalmente no local onde será realizada a audiência da sua região. As audiências também são transmitidas pela Rede Alesp na TV e redes sociais (Facebook e Youtube).

Todas as informações relacionadas ao calendário, sugestões, inscrições e localidades podem ser encontradas na aba "Audiências Públicas do Orçamento", no site da Alesp.

Para o presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento, deputado Gilmaci Santos (Republicanos), as demandas da população santista serão focadas no turismo, emprego e renda, "diante de tudo isso (pandemia) muita gente perdeu o emprego", disse.

Em Santos, o turismo é forte por contar com sete quilômetros de praias, além de um centro histórico, do Aquário Municipal e do Jardim Botânico.

Durante a sua história, o município passou por três fases de categorias urbanas. Antes conhecido como Povoado de Santos, no século XV, a região se tornou vila, entre os anos de 1540 e 1546, permanecendo assim até 26 de janeiro de 1839, quando passou a ser cidade.

Com população estimada de 433.991 habitantes, o município conta com um PIB per capita de R$ 51.915,03. Em 2020, o orçamento municipal foi de cerca de R$ 3,1 milhões. No ano anterior 5.802 empresas foram abertas, se somando as 42.566 existentes. Além disso, a cidade ainda conta com um Porto de 13 quilômetros, responsável por uma média de 26% da balança comercial do país.