X
Política

Atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia, diz Toffoli

Além de Toffoli, o ministro Celso de Mello se manifestou sobre o assunto

Dias Toffoli, reagiu nesta segunda-feira (22) às declarações do deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) / Agência Brasil

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, reagiu nesta segunda-feira (22) às declarações do deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável Jair Bolsonaro, sobre fechar a corte.

"O Supremo Tribunal Federal é uma instituição centenária e essencial ao Estado Democrático de Direito. Não há democracia sem um Poder Judiciário independente e autônomo", diz o ministro em nota enviada por sua assessoria de imprensa. 

"O país conta com instituições sólidas e todas as autoridades devem respeitar a Constituição. Atacar o Poder Judiciário é atacar à democracia", acrescenta o magistrado. 

Além de Toffoli, o ministro Celso de Mello se manifestou sobre o assunto.

Magistrado mais antigo da corte, ele classificou a afirmação do, de que bastam um soldado e um cabo para fechar a Corte, de "inconsequente e golpista".

Disse ainda que o fato de Eduardo Bolsonaro ter tido uma votação expressiva nas eleições -ele recebeu quase 2 milhões de votos- não legitima "investidas contra a ordem político-jurídica".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Brasil fechará fronteiras aéreas para seis países da África, diz Casa Civil

Governo brasileiro decidiu seguir a orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e vai restringir voos de países africanos com surto da cepa Omicron

Guarujá

Câmara Temática de Segurança se reúne para discutir projetos metropolitanos

Encontro reúne autoridades dos nove municípios que compõem a Região Metropolitana da Baixada Santista, com o objetivo implementar ações de interesse regional voltadas à segurança pública

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software