Após Bolsonaro ser esfaqueado, presidente do PT diz que ‘nada se resolve na violência’

Candidata a reeleição como deputada federal no Rio de Janeiro, Jandira Feghali disse, no Twitter, que "é contra qualquer ato de violência e de ódio"

Comentar
Compartilhar
06 SET 2018Por Folhapress17h36
Gleisi Hoffmann lamentou o incidente com o presidenciável Jair BolsonaroGleisi Hoffmann lamentou o incidente com o presidenciável Jair BolsonaroFoto: Divulgação/PT

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), lamentou o incidente com o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que levou uma facada durante evento em Juiz de Fora (MG).

"Nada se resolve na violência", disse.

"A política não pode ser uma seara de violência. Debatemos ideia e posições", afirmou.

Candidata a reeleição como deputada federal no Rio de Janeiro, Jandira Feghali disse, no Twitter, que "é contra qualquer ato de violência e de ódio".

"Somos contra qualquer ato de violência e de ódio. A luta política e o embate eleitoral devem estar na disputa de ideias. Que se apure o ocorrido com o candidato a presidente do PSL em Juiz de Fora", escreveu a candidata do PC do B.