Antonieta recorre ao vice-presidente Michel Temer por portuários

Cerca de 100 trabalhadores aguardam uma resposta do Governo Federal para que possam reassumir suas funções.

Comentar
Compartilhar
24 JAN 201317h55

Noventa e cinco trabalhadores do Porto de Santos e Guarujá lutam para serem reconduzidos aos seus postos de trabalho. Na sexta-feira (18), mais uma passo foi dado pela Comissão de Anistia do Porto de Santos e pela prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito, que acompanha a luta dos profissionais há 22 anos. Um documento foi protocolado junto ao vice-presidente da República, Michel Temer, solicitando apoio e intervenção junto à presidenta Dilma Rousseff.

Entre os anos 1990 e 1992 – durante o Governo Fernando Collor, foram demitidos por justa causa 196 trabalhadores da Codesp. A partir de janeiro de 2012, 95 trabalhadores foram anistiados por força da Lei 8878/94 e, até o momento, cerca de 100 trabalhadores aguardam uma resposta do Governo Federal para que possam reassumir suas funções.

Antonieta defende que a intervenção de Michel Temer é fundamental na luta dos trabalhadores. “O vice-presidente é um profundo conhecedor da realidade portuária brasileira e participante ativo das lutas dos trabalhadores em geral. E, de maneira especial, as lutas desta categoria. Ele sempre atendeu de pronto Guarujá e região, por isso tenho certeza que ele será fundamental nessa luta junto à presidenta Dilma”.

 “O vice-presidente é um profundo conhecedor da realidade portuária brasileira e participante ativo das lutas dos trabalhadores em geral. E, de maneira especial, as lutas desta categoria. Ele sempre atendeu de pronto Guarujá e região, por isso tenho certeza que ele será fundamental nessa luta junto à presidenta Dilma”. (Foto: Divulgação)

O vice-presidente Michel Temer garantiu a prefeita e a comissão de trabalhadores que encaminhará a situação ao Ministro dos Portos, Leônidas Cristino.

Claudio Sampaio, um dos membros da Comissão, defende a importância da ação da prefeita: “Maria Antonieta acompanha a nossa luta durante esses 22 anos, desde quando era assessora da deputada Mariângela Duarte. Pela primeira vez conseguimos uma audiência direta com um vice-presidente. Estamos muito confiantes”, declarou o portuário, que esteve acompanhado com os demais membros da Comissão, Antonio Santana e Luiz Henrique.