X

Política

Anastasia pede que Justiça suspenda propaganda de Pimentel que o associa a Aécio

No pedido ao Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, a campanha de Anastasia pede a suspensão a propaganda que considera irregular.

Folhapress

Publicado em 09/09/2018 às 23:34

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O candidato ao governo de Minas Antonio Anastasia (PSDB). / Facebook/Antonio Anastasia

O candidato ao governo de Minas Antonio Anastasia (PSDB) questionou na Justiça uma propaganda do governador Fernando Pimentel (PT), seu adversário, por associá-lo à imagem do senador Aécio Neves (PSDB). 

Na propaganda, pessoas na rua respondem à pergunta: "Pensa rápido: qual é a primeira palavra que te vem à cabeça quando eu digo...". Em seguida, as pessoas respondem o que associam à goiabada: queijo, doce de leite. Ou ao café: leite, doce. Depois, a palavra é Anastasia -e as respostas são todas Aécio Neves.

No pedido ao Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, a campanha de Anastasia pede a suspensão a propaganda que considera irregular.

"Isto porque, conforme se verificará, não há qualquer participação do Representado [Pimentel] na inserção impugnada, tratando-se de uma inserção única e exclusivamente com o uso de cenas externas e em uma tentativa de ligar a imagem do Representante [Anastasia] à imagem de Aécio Neves", diz a campanha tucana.

Nesta sexta (8), o TRE-MG pediu que a defesa de Pimentel se manifeste antes de tomar decisão.

Réu acusado de corrupção e obstrução de Justiça, Aécio não tem aparecido nos eventos de campanha de Anastasia e tampouco em suas propagandas. O senador desistiu da reeleição e concorre a deputado federal, mantendo agendas discretas de campanha.

Em outra decisão, também tomada a partir de uma ação proposta por Anastasia, o TRE-MG determinou na quinta (6) que o PT suspendesse a divulgação de uma propaganda da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), candidata ao Senado.

A campanha tucana argumenta que a peça publicitária aponta Anastasia como autor de um golpe "violento, descarado e contra a vida". A campanha de Dilma associa o senador ao impeachment, já que ele foi relator do processo no Senado.

"Da mídia anexada com a inicial extrai-se que na propaganda, concomitantemente, foram divulgadas imagens de violência, de repressão a manifestações populares e de pessoas sendo agredidas ou já feridas, inclusive sangrando, sendo todas associadas à figura do candidato a Governador, Antônio Augusto Junho Anastasia. [...] Há, inclusive, dizeres do "golpe" sobrepostos à imagem do representado", escreveu a juíza Cláudia Costa Cruz Teixeira Fontes.

A juíza concluiu que a propaganda "extrapola a chamada estratégia ofensiva" e determinou a suspensão sob pena de multa de R$ 10 mil. 

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Negou

Ex-prefeito Bili garante que não houve dolo e que vai recorrer de decisão

O juiz Leonardo de Mello Gonçalves, da Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), condenou o ex-prefeito Luis Cláudio Bili Lins da Silva por improbidade administrativa e dano ao erário

Itanhaém

Vamos ajudar? Banco de leite materno de Itanhaém precisa de doações

O alimento pode ser compartilhado para ajudar a salvar a vida de diversos bebês na UTI Neonatal

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter