Alckmin tem 53% e Skaf, 22%, em SP, segundo Datafolha

O porcentual de eleitores que declararam não votar de jeito nenhum em Alexandre Padilha passou de 28%, na primeira quinzena de agosto, para 37%, agora

Comentar
Compartilhar
04 SET 201411h13

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), venceria no primeiro turno com 53% das intenções de voto a disputa pelo governo do Estado caso a eleição fosse hoje. Alckmin oscilou dois pontos porcentuais para baixo desde o último levantamento. Segundo pesquisa Datafolha divulgada pela Folha de S. Paulo, nesta quinta-feira, Paulo Skaf (PMDB) subiu seis pontos, para 22% das intenções, seguido de Alexandre Padilha (PT), que oscilou de 5% para 7%.

Gilberto Natalini (PV), Raimundo Sena (PCO) e Laércio Benko (PHS) têm 1% das intenções cada. Gilberto Maringoni (PSOL), Wagner Farias (PCB) e Walter Ciglioni (PRTB) não pontuaram. Brancos e nulos somam 8%. Até às 3h20, a Folha de S. Paulo não havia publicado o porcentual de indecisos.

Taxa de rejeição

Às 3h20, a Folha de S. Paulo informava apenas a taxa de rejeição do petista. O porcentual de eleitores que declararam não votar de jeito nenhum no candidato passou de 28%, na primeira quinzena de agosto, para 37%, agora.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), venceria no primeiro turno com 53% das intenções de voto (Fotos: Divulgação)

Senado

A disputa por uma vaga no Senado continua está empatada: José Serra (PSDB) tem 35% das intenções de voto, seguido por Eduardo Suplicy (PT), com 32%. Os dois candidatos oscilaram dois pontos entre a última pesquisa e a atual. Já Gilberto Kassab (PSD) tem 8%.

O levantamento do Datafolha foi feito entre os dias 02 e 03 de setembro, com 2.054 eleitores em 56 municípios do Estado de São Paulo. A pesquisa, contratada pela Folha de S. Paulo e pela TV Globo, foi registrada junto à Justiça Eleitoral sob o protocolo SP-00023/2014 e tem margem de erro máxima de 2 pontos porcentuais e nível de confiança de 95%.