Alckmin diz que é governador '24 horas'

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, se manifestou sobre o uso do helicóptero do Governo para voo, na sexta-feira passada (7).

Comentar
Compartilhar
13 DEZ 201217h01

Nesta quinta-feira (13), o governador Geraldo Alckmin se manifestou a respeito da viagem de helicóptero oficial que fez para buscar os netos recém-nascidos no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. Ele disse que o uso do helicóptero, que aconteceu na última sexta-feira, tem embasamento na lei.

"Você é 24 horas governador. Então, a Casa Militar diz como você se desloca se é de carro, se é de helicóptero. Isso é legal", disse Alckmin ao participar de evento na Cidade Universitária, na zona oeste da cidade de São Paulo. Questionado se acredita que isso vale até para situações privadas, o governador respondeu: "Vinte e quatro horas. Se for ao dentista, for a um evento social, 24 horas. Isso é lei. A maneira como é feito, se vai a um lugar de carro, de helicóptero ou de avião é a Casa Militar que define."

Governador Geraldo Alckmin, com seu neto no colo, a bordo do helicóptero do Governo. (Foto: Reprodução)

Ainda de acordo com ele, isso vale para governadores, presidente da República, vice-presidente e ministros.

A bordo de um helicóptero Sikorsky, de propriedade do Estado de São Paulo, o governador e a primeira-dama, Lu Alckmin, partiram do Palácio dos Bandeirantes, na zona oeste, ao encontro da família, que vive no México. Depois de aguardarem os trâmites de alfândega e imigração na aeroporto, voltaram todos para o Palácio dos Bandeirantes. As fotos no aeroporto e no helicóptero foram postadas no Instagram (aplicativo de fotos usado em celulares e que funciona como uma rede social) da primeira-dama, que é aberto para o público.