Alckmin diz que declaração de Mourão é ofensa às mães e avós

O candidato também comentou a promessa do presidenciável Fernando Haddad (PT) de que não vai conceder indulto ao ex-presidente Lula se eleito

Comentar
Compartilhar
18 SET 2018Por Folhapress20h22
Geraldo Alckmin (PSDB) disse que ficou horrorizado com a declaração do vice de Jair Bolsonaro (PSL)Geraldo Alckmin (PSDB) disse que ficou horrorizado com a declaração do vice de Jair Bolsonaro (PSL)Foto: Divulgação/Facebook

O presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) disse que ficou horrorizado com a declaração do vice de Jair Bolsonaro (PSL), o general da reserva Hamilton Mourão (PRTB), de que casa só "com mãe e avó" é "fábrica de desajustados" para o narcotráfico.

"Isso é uma ofensa às mães criam seus filhos com dificuldade e sacrifício e às avós, essas heroínas criando as crianças", disse nesta terça-feira (18).

Questionado pela reportagem se continuaria a estratégia de atacar Bolsonaro após ter que conceder direito de resposta ao rival em seu programa de rádio, o tucano disse que "não vai atacar ninguém, mas mostrar os riscos que o Brasil está correndo".

O candidato falou com jornalistas num shopping de eletrônicos no bairro do Brás, em São Paulo, sob gritos de apoiadores de Bolsonaro que eram abafados por militantes que gritavam "Geraldo".

Antes de uma pausa para um café em uma padaria, o candidato também comentou a promessa do presidenciável Fernando Haddad (PT), feita em entrevista à rádio CBN nesta terça, de que não vai conceder indulto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se eleito. "O indulto é um acinte à Justiça", declarou o tucano.