Visitantes são flagradas com drogas e estimulantes sexuais na Penitenciária II de SV

Apreensão de 18 comprimidos de 'Pramil' foi feita no domingo (22). A visitante alegou que as pílulas eram medicamento para controlar o colesterol

Comentar
Compartilhar
23 ABR 2018Por Da Reportagem16h02
A comercialização do Pramil, de fabricação paraguaia, é proibida no BrasilFoto: Divulgação/SAP

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que a Penitenciária II de São Vicente apreendeu 126 gramas de entorpecentes e 18 comprimidos, supostamente de estimulante sexual, durante as visitas de final de semana.

No sábado, dia 21 de abril, o aparelho de escaneamento corporal detectou um objeto suspeito na região abdominal de uma jovem de 18 anos. Ao ser questionada, a mulher negou carregar drogas e, então, foi encaminhada ao Pronto Socorro municipal. Após exames médicos, foi constatado que a visitante levava um invólucro – com 42 gramas de maconha e 84 gramas de cocaína – introduzido na vagina.

No domingo, por volta de 13h, uma mulher de 56 anos foi barrada ao tentar entrar na unidade com 18 comprimidos azuis escondidos na meia. A visitante, irmã de um sentenciado na penitenciária, alegou que as pílulas eram medicamento para controlar o colesterol, porém as unidades estavam timbradas com as letras “PR”, como as da marca “Pramil” (estimulante sexual). O material foi encaminhado para a Delegacia de Polícia para as devidas análises.

As mulheres foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia e tiveram os nomes suspensos do rol de visitas da SAP. A direção da Penitenciária II de São Vicente registrou Boletim de Ocorrência e enviou comunicados para a Vara de Execuções Criminais, além de instaurar Procedimento Disciplinar Apuratório.