VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇA

Vídeo: menino tem oito costelas quebradas pela mãe por 'bagunçar', em SV

Agressão ocorreu na casa da mãe do menino; a Polícia Civil investiga o caso

Joe Silva

Publicado em 04/10/2022 às 12:21

Atualizado em 04/10/2022 às 12:33

Compartilhe:

Devido à gravidade das lesões, o menino foi encaminhado à UTI / Arquivo pessoal

Um vídeo que mostra o resultado de um caso de agressão brutal, e que circula nas redes sociais, mostra um menino de cinco anos com oito costelas quebradas e vários hematomas. A criança foi agredida pela mãe e por seu padrasto na cidade de São Vicente.

Na gravação, a mãe do menino justifica a surra afirmando que o menino "não ia bagunçar" em sua casa. De acordo com informações do portal "g1", as agressões aconteceram no último dia 28.

A tia do menino, a comerciante Jéssica dos Santos, de 31 anos, afirmou que o sobrinho ficava na casa da mãe aos fins de semana e, até então, não tinha reparado nenhum tipo de agressão. Ela diz ainda que a mãe das crianças não estava querendo deixá-las verem o pai.

A comerciante afirma também que os pais da criança se separaram, mas não chegaram a oficializar o fim da relação e detalhes sobre a guarda dos filhos na justiça, tendo acertado informalmente que as crianças veriam o pai a cada quinze dias.

O vídeo que mostra o menino agredido foi gravado e compartilhado pela própria mãe. Vídeo: página "Baixada Mil Grau"/Instagram

No último dia 28, a mesma tia da vítima afirma que recebeu a notícia de que o sobrinho foi levado pelo padrasto ao hospital com alguns ferimentos, mas que ficou sem entender o motivo.

Devido à gravidade dos ferimentos, o menino precisou ser encaminhado à UTI Pediátrica da Santa Casa de Santos. Na unidade, a tia da criança foi informada sobre as diversas fraturas e hematomas. "Todos estamos sem entender tanta maldade", disse Jessica ao "g1".

No vídeo, a mãe do menino diz: "Tá rangindo tu? Tu tá rangindo e virando a cabeça? Dentro da minha casa você não vai fazer bagunça. Você não vai fazer bagunça (sic)". 

A Prefeitura de São Vicente afirma que os profissionais de saúde não podem comentar o caso. Por sua vez, a Guarda Civil Municipal (GCM) publicou que não foi acionada para essa ocorrência. Já Santa Casa de Santos diz que não tem autorização para dar mais informações sobre o caso. 

A Secretaria de Segurança de São Paulo (SSP-SP) informou em nota que o caso da criança citado foi registrado como lesão corporal e abandono de incapaz na Delegacia Policial de São Vicente. A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) está investigando o caso, mas comunicou que não vai dar mais informações.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

São Paulo vence o Grêmio no Morumbis e fica na ponta do G4

Com o resultado, o Tricolor obteve 30 pontos e passou o Bahia no saldo de gols

Variedades

Com 'Fallout', 'The Crown' e 'Xógun', Emmy 2024 divulga seus indicados; veja a lista

'True Detective: Terra Noturna' e 'Sr. & Sra. Smith' também foram indicados nas principais categorias

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter