URGENTE: Após discussão, PM mata ex-judoca olímpico Mario Sabino e depois se suicida

Policial da Força Tática, Sabino foi medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2003, realizados em Santo Domingo, na República Dominicana.

Comentar
Compartilhar
26 OUT 2019Por Folhapress11h13
O ex-judoca olímpico e cabo da PM Mário Sabino Júnior, 47.Foto: Reprodução/Redes Sociais/Whatsapp

O ex-judoca olímpico e cabo da PM Mário Sabino Júnior, 47, foi morto a tiros por um colega policial militar, após um desentendimento, na noite desta sexta-feira (25), em Bauru, no interior de São Paulo.

Depois de atirar no judoca, o sargento Luciano Agnaldo Rodrigues se suicidou, de acordo com informações da Polícia Militar.

Rodrigues trabalhava no Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) do Comando de Policiamento do Interior-4.

Policial da Força Tática, Sabino foi medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2003, realizados em Santo Domingo, na República Dominicana. No mesmo ano, ganhou bronze no Mundial de Osaka, no Japão.

Como atleta, participou de duas olimpíadas, a de Sydney, em 2000, e a de Atenas, em 2004. Também integrou a comissão técnica da seleção brasileira de judô nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, e do Rio, em 2016.