Universitário é preso por acidente fatal no Canal 3

A prisão de Allan Bomfim Silveira foi realizada no Paraná, onde ele estuda atualmente, por força de mandado de prisão preventiva expedido pela Vara do Júri de Santos.

Comentar
Compartilhar
19 ABR 2017Por Gilmar Alves Jr.22h24
A batida, a cerca de 130 km/h, na madrugada de 8 de julho do ano passado, decepou o braço de Patrick Cerodio, que morreu cerca de três horas depois em hospitalFoto: Reprodução/Viver em Santos

O universitário Allan Bomfim Silveira foi preso preventivamente ontem, em Curitiba, no Paraná, pelo acidente no Canal 3, em Santos, que matou Patrick Cerodio, em julho do ano passado. A ordem de prisão foi expedida pelo titular da Vara do Júri de Santos, Edmundo Lellis Filho.

Com base no inquérito policial, o Ministério Público (MP) denunciou Silveira por homicídio doloso, quando se assume o risco de matar.

Procurado pelo Diário do Litoral, o advogado do estudante, Eugênio Malavasi informou que entrará com um pedido de habeas corpus visando revogar a prisão.

Laudos da Polícia Científica apontam que Silveira bateu o Mercedes-Benz a cerca de 130 km/h em um poste. A velocidade foi aferida com base em imagens de monitoramento de câmeras próximas ao local do acidente. O limite de velocidade do trecho da batida é de 50 km/h. O universitário sustenta que dirigia a cerca de 70 km/h.

Uma testemunha ouvida pela Polícia Civil disse que o estudante de bebeu uísque antes do acidente. O depoimento contradiz a versão de Silveira, que negou ter ingerido bebida alcoólica.