Troca de tiros em Peruíbe termina com criança baleada na cabeça e ladrão morto

Estado de saúde de Hillary Sousa Valadares, de 2 anos, é gravíssimo

Comentar
Compartilhar
13 FEV 2019Por Gilmar Alves Jr.17h10
Hillary Sousa Valadares estava no banco de trás do carro da família quando foi atingida, na noite de terça-feira (12)Foto: Arquivo Pessoal

Uma troca de tiros entre dois bandidos e um policial militar de folga, durante uma perseguição em Peruíbe, terminou com uma menina de 2 anos baleada na cabeça, em um carro, e um dos criminosos morto. O confronto ocorreu durante a noite de terça-feira (12) no bairro Caraguava. O estado de saúde da menina é gravíssimo.

Hillary Sousa Valadares, de 2 anos, estava no banco de trás, com a mãe, em um Fiesta, quando foi atingida. O carro era dirigido pelo pai e estava próximo ao ginásio de esportes do Caraguava. O tiro perfurou o para-brisa dianteiro do automóvel, que estava parado, pois o pai da menina fazia anotações, segundo a polícia.

A menina foi levada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Peruíbe e depois  transferida para a Santa Casa de Santos, onde foi internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica.

Tiro perfurou o para-brisa dianteiro do Fiesta onde estava a família e atingiu a cabeça da criança, próximo ao ginásio municipal do Caraguava (Foto: Divulgação)

Roubo de carro

Os criminosos assaltaram uma mulher de 35 anos quando ela chegava em casa, no bairro Recreio Santista, e levaram o carro da vítima, um Crossfox branco.

Segundo o registro da ocorrência, o marido da vítima saiu de moto em busca do veículo e o localizou nas proximidades do quilômetro 347 da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega. O homem emparelhou um Santana, onde um policial militar retornava do trabalho, e pediu um telefonema para a polícia.

O PM ligou para a corporação e perseguiu os criminosos até o bairro Caraguava, onde os bandidos ingressaram na Rua Marília e passaram a atirar contra ele.

Após o revide do policial, os ladrões seguiram em direção à rodovia novamente e, depois de atravessarem a estrada, o carro caiu em uma vala. Os bandidos saíram do carro atirando e houve novo revide do PM.

Com a chegada do apoio da PM, foram feitas buscas e o corpo do ladrão foi encontrado submerso em um alagamento. Poucos minutos depois a PM recebeu a informação de que a criança havia sido atingida em um carro no bairro.

Até o final da tarde desta quarta, o ladrão que morreu não havia sido identificado, assim como o criminoso que fugiu, segundo a Polícia Civil.

A arma do policial foi apreendida para exames periciais.

O delegado Edinilson Mattos, da Delegacia Sede de Peruíbe, entendeu, com base nos fatos apurados até o registro do caso, que a atitude do policial militar foi em legítima defesa, “em face de injusta agressão contra sua vida e de terceiros, ao repelir conduta delituosa”.

Colunas

Contraponto