Três mulheres são flagradas com entorpecentes em unidades prisionais da Baixada Santista

As visitantes foram encaminhadas para as delegacias de Praia Grande e de São Vicente

Comentar
Compartilhar
07 MAR 2019Por Da Reportagem09h00
Cocaína apreendida na Penitenciária II de São Vicente; o entorpecente estava nas partes íntimas de uma visitanteFoto: Divulgação/SAP

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) divulgou ontem que três mulheres foram flagradas portando entorpecentes em unidades prisionais da Baixada Santista no último domingo (3) durante período de visitas.

No Centro de Detenção Provisória (CDP) de Praia Grande, uma mulher de 40 anos foi flagrada enquanto passava pelo escâner corporal e o equipamento registrou um volume anormal no vestuário, segundo a SAP.

A visitante havia escondido cerca de 33 gramas de maconha na peça íntima (calcinha) que vestia.

Já no CDP de São Vicente, uma jovem de 19 anos tentou burlar o sistema de segurança da unidade escondendo droga dentro do sutiã.

Ao passar pela revista, o forte cheiro de maconha chamou a atenção da agente penitenciária, para quem a visitante admitiu estar com droga e entregou um pacote com cinco gramas da erva.

Ainda no domingo, a Penitenciária II de São Vicente registrou flagrante de tentativa de entrada de droga na unidade.

Uma mulher de 48 anos havia escondido um pacote cilíndrico no ânus, mas foi surpreendida durante a revista de escâner corporal. No invólucro havia sete gramas de maconha e 12 gramas de cocaína.

As visitantes, segundo a SAP, foram encaminhadas para as delegacias de Praia Grande e de São Vicente.

"As três mulheres tiveram os nomes suspensos do rol de visitas da SAP. As direções das unidades prisionais enviaram comunicado para a Vara de Execuções Criminais, além de instaurarem Procedimentos Disciplinar Apuratórios", informou a SAP.

Mongaguá

No último dia 26, 15 celulares, 10 carregadores e 2,2 quilos de maconha foram apreendidos após serem arremessados para o Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Mongaguá. Ninguém foi preso.

Colunas

Contraponto