Traficantes suspeitos de ataques a UPPs são presos no RJ

Os ataques levaram governo do Estado a pedir reforço das Forças Armadas. Desde o início de abril o Exército ocupa o Complexo da Maré

Comentar
Compartilhar
21 ABR 201419h25

Suspeitos de comandar ataques a Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), nos últimos meses, dois traficantes foram presos nesta segunda-feira em Armação dos Búzios, na Região dos Lagos. A prisão foi resultado de uma ação conjunta da Polícia Federal e da Polícia Civil.

Bruno Eduardo da Silva Procópio, de 33 anos, conhecido como Piná, é chefe do tráfico da Vila Cruzeiro (zona norte), e Eduardo Luís Paixão, do Duda 2D, de 40 anos, atua no Complexo do Alemão (zona norte). Segundo a polícia, Piná ordenou os ataques a quatro ônibus e três carros durante protesto no bairro de Caramujo, em Niterói (região metropolitana), no último sábado.

Os traficantes são suspeitos de organizarem também os ataques simultâneos às UPPs de Mandela, em Manguinhos (zona norte), e da Camarista Méier, no Complexo do Lins (zona norte), no mês passado. Os ataques levaram governo do Estado a pedir reforço das Forças Armadas. Desde o início de abril o Exército ocupa o Complexo da Maré (zona norte).

Suspeitos de ataques a UPP's foram presos no RJ (Foto: Agência Brasil)