Suspeito resiste a abordagem e é morto após perseguição em São Paulo

A perseguição ocorreu na tarde de ontem na Marginal do Rio Pinheiros.

Comentar
Compartilhar
04 NOV 201209h37

Um suspeito foi morto por policiais das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) às 13h35 de ontem, na Marginal do Pinheiros, sentido Interlagos, depois de ser perseguido pelos PMs. Segundo a Polícia Militar, ele resistiu a uma abordagem no Butantã e, na fuga, trocou tiros com a Rota.

O homem, procurado pela Justiça por tráfico de drogas e formação de quadrilha, chegou a ser socorrido ao Pronto Socorro do Hospital Universitário, mas não resistiu aos ferimentos. Sua identidade e idade não foram divulgados. O caso foi registrado no 34º DP (Vila Sônia).
 
Seis morrem e sete ficam feridos em rodovia
 
Um grave acidente de carro na estrada Via Lagos, na altura da cidade de Rio Bonito, no interior do Rio, deixou seis pessoas mortas na noite de sexta-feira. Cinco delas eram da mesma família, sendo duas crianças, que seguiam de carro da região dos Lagos, no litoral fluminense, em direção ao Rio.
 
O carro teria atropelado uma mulher que atravessava a via, perdido o controle e se chocado de frente com um ônibus que seguia na direção contrária. A mulher também morreu no local, e o veículo e o ônibus pegaram fogo no local.
 
O motorista do ônibus e outros seis passageiros também ficaram feridos na tragédia. O acidente aconteceu por volta das 21h30 no km 17 da Via Lagos. Fabiana Moraes da Silva, de 26 anos, vítima do atropelamento, chegou a ser atendida, mas não resistiu. A família que estava no carro morreu carbonizada após a batida. O carro, modelo Astra, chegou a ser arrastado por alguns metros, embaixo do ônibus, antes de pegar fogo.
 
De acordo com os bombeiros, dois homens, uma mulher e duas crianças, de três e quatro anos, estavam no carro. Eles seguiam de Araruama para o Rio de Janeiro. O veículo ficou completamente destruído, e as peças ficaram espalhadas em um raio de 50 metros na estrada. Os corpos aguardam identificação no Instituto Médico Legal (IML) de Araruama.
 
Três feridos foram atendidos em Araruama, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e outros quatro no Hospital Darcy Vargas, em Rio Bonito. Entre eles havia uma idosa de 73 anos. As vítimas tiveram ferimentos leves e escoriações, e foram liberados ainda na madrugada deste sábado. Somente o motorista do ônibus, Gustavo da Costa, de 34 anos, continua internado em um hospital de Bangu, na zona norte do Rio de Janeiro. Ele bateu a cabeça e teve fratura em um dos joelhos, o que o impediu de sair do ônibus logo após o acidente.
 
Segundo familiares, o motorista teria tentado desviar do carro que atravessou a pista, mas não conseguiu evitar a colisão. Ficou preso nas ferragens e foi resgatado por passageiros do ônibus, que conseguiram descer rapidamente após o acidente. O veículo, da empresa 1001, fazia a linha entre Niterói, na região metropolitana do Rio, e Cabo Frio, cidade do litoral fluminense que atrai visitantes durante os feriados.
 
A Via Lagos ficou completamente fechada por cerca de duas horas na madrugada, segundo a concessionária que administra a rodovia. As equipes de resgate trabalharam durante toda a noite para limpar a pista e liberar totalmente a via.
 
O acidente foi registrado na delegacia de Araruama, onde um passageiro do ônibus já prestou depoimento. Outras testemunhas são aguardadas ainda neste fim de semana para esclarecer as causas do acidente.