Prefeitura Santos
Prefeitura Santos Mobile

Sem quarentena: três são detidos após invasão e furto a banco em Santos

Em meio à pandemia do novo coronavírus, dois dos acusados invadiram o Santander na Praça Mauá e furtaram baterias do gerador dos caixas eletrônicos; o terceiro detido, dono de ferro-velho, foi acusado de receptação

Comentar
Compartilhar
25 MAR 2020Por Gilmar Alves Jr.18h30
Agência do Santander na Praça Mauá foi invadida por dupla na noite de terça-feira (24)Foto: Reprodução/Google Maps

Enquanto a maior parte da população brasileira cumpre as recomendações de quarentena em meio à pandemia do novo coronavírus, há quem siga nas ruas para a prática de crimes. Foi o que ocorreu durante a noite desta terça-feira (24), na região Central de Santos, onde dois homens foram detidos pelo furto de baterias do gerador de caixas eletrônicos do Santander, na Praça Mauá. Um terceiro homem, dono de um ferro-velho, acabou preso pela receptação dos equipamentos em seu estabelecimento, na Rua Doutor Cochrane. 

O prejuízo direto do banco com o furto das baterias seria de R$ 23 mil, já que cada uma vale R$ 1 mil. 

De acordo com o registro do caso, a Polícia Militar recebeu informações diretamente do banco, cujo setor de monitoramento detectou os dois homens com casacos na prática de furto, carregando objetos no estacionamento por volta das 23h. Em diligências, os policiais abordaram os dois ladrões na Praça Barão do Rio Branco, na esquina com a Rua Antônio Prado. Cada um carregava uma bateria. 

A dupla admitiu o furto e disse que levava o equipamento a um ferro-velho na Rua Doutor Cochrane. Os PMs para lá se deslocaram e logo surpreenderam o dono, que estava na porta. Ele nada declarou sobre receptação. A mãe dele, porém, acabou localizada pelos policiais e afirmou que o filho guardava as baterias no estabelecimento. Dezenove baterias foram apreendidas no local. 

Na diligência no banco, os PMs encontraram duas baterias separadas na rampa do estacionamento. Eles constataram que a sala do subsolo da agência bancária estava arrombada e com fiação mexida. 

Os três homens foram autuados na Central de Polícia Judiciária (CPJ) e removidos à cadeia anexa ao 5º Distrito Policial (Bom Retiro).