Roubos sobem 11,43% na Baixada Santista e Vale do Ribeira em setembro

Aumento foi superior a média estadual, que teve 10% de aumento; secretário da Segurança Pública atribui o aumento de roubos no estado à crise econômica

Comentar
Compartilhar
25 OUT 2016Por Da Reportagem21h59
O titular da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, diz que o reflexo da crise em roubos afeta todo o PaísFoto: Divulgação/SSP

Com informações de Folhapress

A incidência de roubos na Baixada Santista e no Vale do Ribeira cresceu 11,43% em setembro deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Os casos saltaram de 1.452 para 1.618, segundo dados divulgados nesta terça-feira (25) pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

No acumulado do ano, nas duas regiões, os casos também aumentaram: de 13.934 de janeiro a setembro de 2015 para 14.585 no mesmo período de 2015, salto de 4,67%.

Em todo o estado o aumento foi de 10%. Foram de 25.119, em setembro do ano passado, para 27.631 em setembro deste ano. Na capital paulista também foi verificado aumento: passaram de 12.489 para 14.025, acréscimo de 12,3%.

Os roubos de carga tiveram um salto ainda maior no estado, de 38,71%. Foram de 651 para 903 casos, lembrando que agosto houve recorde histórico de 917 casos. No acumulado do ano, são 7.027 roubos desse tipo.

O secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, disse que o aumento nos roubos em geral se deve à crise econômica. "Mas isso não é algo regionalizado. Todas as unidades da federação estão passando por isso", afirmou.

Barbosa Filho recuou sobre os motivos do acréscimo no roubo de carga. No mês passado, também atribuiu à crise. Agora, disse que o conceito de roubo de carga é um conceito muito genérico. "É muito difícil estabelecer por que está havendo esse aumento".

Os homicídios dolosos (intencionais) ficaram praticamente estáveis, com um pequena redução de 0,68%. Passaram de 295 vítimas de setembro do passado ano para 293 do mesmo período deste ano.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, a pequena queda reforça a tendência verificada no Estado.

Na Baixada e Vale, porém, houve aumento de 70% em setembro deste ano: 17 vítimas ante 10 no mesmo período do ano passado.

Prisões

Em todo o estado, as prisões aumentaram de 135.200 para 143.098 no acumulado de janeiro a setembro em todo o Estado. Acréscimo de aproximadamente 5%.

Levando-se em conta apenas a capital paulista, um aumento maior: 11%. De 28.565 nos primeiros nove meses do ano passado para 31.584 em 2016.

Drogas

Os números divulgados pelo governo mostram aumento na apreensão de drogas. No acumulado de janeiro a setembro 2016, foram 143,3 toneladas apreendidas no Estado. No mesmo período no ano passado, foram 94,2 toneladas -aumento de 52%.

Foram 866 casos de tráfico de drogas registrados em São Paulo em setembro. No acumulado do ano, verifica-se um aumento em relação a 2015 -de 34.194 para 34.846. Só na capital foram 6.876.

Colunas

Contraponto