Receita Federal apreende mais de 700kg de cocaína no Porto de Santos

Droga estava escondida dentro de contêineres que tinham como destino a Holanda. Ninguém foi preso

Comentar
Compartilhar
20 AGO 2019Por Da Reportagem13h05
Carga de cocaína foi encontrada dentro de dois contêineres no Porto de SantosFoto: Divulgação/Receita Federal

A Alfândega da Receita Federal do Brasil do Porto de Santos interceptou mais de 700kg de cocaína no começo da tarde desta segunda-feira  (19). De acordo com as autoridades, o entorpecente estava escondido dentro de dois contêineres que tinham como destino a Europa. A droga interceptada foi entregue à Delegacia de Polícia Federal de Santos. Ninguém foi preso.

Segundo informações da própria Receita Federal, as autoridades localizaram um total de 720kg de cocaína dentro das cargas vistoriadas. A droga foi encontrada após a utilização de um sistema de escaneamento de contêineres e utilização de cães farejadores. Os dois contêineres inspecionados tinham como destino o porto de Roterdã, na Holanda.

Em um dos contentores havia uma carga de óleo essencial de laranja junto de 15 bolsas de tecido que continham tabletes de cocaína. Após a pesagem, as autoridades determinaram que 446kg de droga estavam no primeiro contêiner.

Já no segundo local utilizado para esconder a cocaína, os policiais encontraram um total de seis malas com a droga escondidas entre vários outros produtos de diversos exportadores totalizando 274 kg do entorpecente.

Até o momento, as autoridades suspeitam que os donos da cocaína utilizaram uma técnica criminosa chamada de ‘rip-on’ em que o material ilícito é colocado em uma carga legalizada sem o conhecimento tanto dos importadores quanto dos exportadores.

A droga que foi interceptada pela Receita Federal foi entregue no mesmo dia à Delegacia de Polícia Federal de Santos, que prosseguirá com as investigações, a partir das informações obtidas pela Alfândega. Até o momento, nenhuma pessoa envolvida no crime foi identificada ou presa pelas autoridades.

Colunas

Contraponto