Governo do SP educacao

Receita evita envio de meia tonelada de cocaína para a Europa via Porto de Santos

O destino final da carga seria o Porto de Antuérpia, um dos mais usados por criminosos para o envio de cocaína à Europa via cais santista

Comentar
Compartilhar
13 MAI 2020Por Gilmar Alves Jr.17h40
Cães de faro foram utilizados para a localização do entorpecente nesta quarta-feira (13)Foto: Divulgação/Receita Federal

A Alfândega da Receita Federal apreendeu nesta quarta-feira (13) 556 quilos de cocaína no Porto de Santos e evitou o envio do entorpecente para o Porto de Antuérpia, na Bélgica. Este cais belga é um dos mais utilizados por narcotraficantes para o envio de cocaína à Europa via cais santista. Ninguém foi preso na ação desta quarta e um inquérito da Polícia Federal (PF) irá apurar quem são os responsáveis pela droga. 

De acordo com o setor de comunicação da Receita, a carga declarada onde a cocaína foi achada é de farelo de soja. "Ela foi selecionada para conferência através de critérios objetivos de análise de risco, incluindo a inspeção não intrusiva por imagens de escâner e utilização dos cães de faro", informou a Receita. 

As atividades de combate ao narcotráfico via Porto de Santos prosseguem em meio à pandemia mediante o cumprimento de protocolos sanitários. 

"As atividades aduaneiras são essenciais para a sociedade e, apesar da Covid-19, neste ano, a Alfândega de Santos já evitou (em 2020) o envio de mais 8,6 toneladas de cocaína para portos da Europa", frisou a instituição. 

A droga interceptada pela Alfândega foi entregue à Polícia Federal, que acompanhou a operação a partir de sua localização.