X

Polícia

Quatro pessoas morrem baleadas e duas ficam feridas em noite violenta

Pelo menos quatro pessoas morreram e duas ficaram feridas a tiros na noite da sexta-feira, 7, em Carapicuíba e Osasco, Região Metropolitana de São Paulo.

Estadão Conteúdo

Publicado em 08/09/2018 às 20:19

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Rua Maria Dilza Santos Lima, no bairro Jardim Maria Beatriz. / Reprodução/Google Maps

Pelo menos quatro pessoas morreram e duas ficaram feridas a tiros na noite da sexta-feira, 7, em Carapicuíba e Osasco, Região Metropolitana de São Paulo.

O primeiro caso ocorreu em Carapicuíba, por volta das 20h40. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o mecânico Jonata Batista Alves e o autônomo Eduardo Florentino de Moraes, ambos de 25 anos, morreram após serem baleados na rua Maria Dilza Santos Lima, no bairro Jardim Maria Beatriz. Um técnico de 30 anos ficou ferido e foi levado para o hospital.

Segundo a vítima que sobreviveu, os disparos foram feitos por dois homens que estavam em um veículo Voyage prata. Um celular e um pen drive foram apreendidos.

De acordo com a SSP, quando os policiais chegaram ao local do crime, eles foram informados que dois dos baleados haviam sido socorridos e levados ao Pronto Socorro da Vila Dirce. 

Em vistoria nas imediações, os policias localizaram o corpo de Jonata, embaixo de um balcão de uma lanchonete. Na rua e no estabelecimento, foram encontrados dois projéteis, um de pistola calibre 380 e outro de fuzil 556. O caso foi registrado como homicídio qualificado no 1ºDP de Carapicuíba e será encaminhado ao 2º DP da cidade.

O segundo ataque a tiros ocorreu em Osasco. Os estudantes Felipe Santos Soares, de 21 anos, e Robson de Souza Gonçalves, de 18 anos, morreram baleados por volta das 21h desta sexta-feira, na rua Antônio Benedito Ferreira, no bairro Munhoz Júnior. Um outro estudante de 19 anos também foi ferido.

Policiais militares chegaram ao local do crime e encontraram duas vítimas caídas. Os militares acionaram o resgate, que constatou a morte de Felipe no local. Robson foi socorrido ao Pronto Socorro do Parque Imperial Barueri, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Uma terceira vítima foi levada para o mesmo hospital e não corre risco de morte.

Segundo testemunhas, os autores do crime estavam em um veículo Prisma prata quando chamaram as vítimas que estavam paradas e em seguida efetuaram os disparos e fugiram. O estudante que sobreviveu aos disparos contou à Polícia que um homem desceu do carro e disparou contra o grupo. 

O estudante disse que tentou fugir, mas também foi atingido. O caso foi registrado como homicídio qualificado no 10º DP de Osasco.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Santos abre inscrições para curso de motorista profissional

As matrículas podem ser realizadas apenas de forma online

Cubatão

Processo de regularização fundiária no Costa Muniz tem início em Cubatão

A primeira etapa acontece na próxima segunda-feira (4), onde 90 famílias já estão agendadas para o atendimento

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter