Quadrilha faz 15 reféns em roubo a marina; PM recupera pertences

O crime ocorreu na noite de segunda-feira (23), no Japuí, em São Vicente

Comentar
Compartilhar
24 ABR 2018Por Gilmar Alves Jr.21h00
Motores de embarcações e aparelho de ar-condicionado, entre outros produtos, foram recuperados em Guarujá

Uma quadrilha portando fuzis e pistolas manteve 15 pessoas como reféns durante um assalto à Marina Dona Rosa, no Japuí, em São Vicente, na noite desta segunda-feira (23). O crime durou mais de duas horas e não deixou feridos.  Os bandidos fugiram levando aparelhos eletrônicos e equipamentos náuticos.

Na manhã desta terça-feira (24), a Polícia Militar Ambiental recuperou a maior parte do que foi roubado. Os produtos foram localizados em uma embarcação de médio porte,  em frente à comunidade Pouca Farinha, no bairro Santa Cruz dos Navegantes, em Guarujá.  De acordo com a PM,  é grande movimentação de piratas na localidade.

Dentre os pertences recuperados pelos policiais, que são da 5ª Companhia de Policiamento Ambiental Marítimo do 3º Batalhão, estão cinco motores de popa, quatro televisores, dois ventiladores, uma geladeira, um aparelho de ar-condicionado, alimentos e bebidas, segundo a PM.

Até a noite desta terça, nenhum dos ladrões havia sido preso, apesar de uma operação de saturação ininterrupta da PM. "As buscas continuam por água e terra, sem previsão para o término", afirmou a PM.

Denúncias que ajudem a polícia a encontrar os envolvidos no assalto podem ser transmitidas pelos telefones 3348-4780 ou 181.

O crime

De acordo com o registro da ocorrência, os criminosos chegaram à marina por volta das 18h30 e obrigaram 13 pessoas a deitarem no chão – a proprietária e uma outra vítima foram rendidas duas horas depois, ao chegarem ao local desconhecendo a ocorrência. Todas as vítimas foram mantidas reféns no vestiário.

Quando invadiram a marina, os bandidos perguntaram sobre a existência de armas de fogo no local. Após receberem resposta negativa, eles passaram a arrombar as portas de diversos recintos e recolher os pertences.

Pelo menos cinco homens participaram do crime, ainda segundo o registro do caso.

Carregador

A proprietária da marina, de 50 anos, foi ao local para buscar o carregador de seu celular quando foi  rendida, após sair do carro, por volta das 20h30. Três homens, dois deles portando pistolas, a dominaram. Um homem que a acompanhava no carro também foi rendido.

Estas duas vítimas ficaram por cerca de 10 minutos no vestiário onde já estavam as demais vítimas. Após as 20h40, com a fuga dos bandidos, as vítimas puderam deixar o recinto.