X
Polícia

Professor de fitness é morto durante aula ao vivo para 200 alunos

Imagens do vídeo gravado ao vivo mostram o momento em que o invasor aponta uma arma para a cabeça de Lawrence e dispara

Alunos do preparador físico assistiram ao assassinato através do aplicativo Zoom / Reprodução

O treinador físico Lawrence Masinge foi morto a tiros em sua casa em Pretória, na África do Sul, durante uma aula programada de fitness no Zoom, na frente de 200 alunos. Ele estava ensinando exercícios aos participantes que acompanhavam a live quando sua residência foi invadida por um homem armado.

O personal trainer era conhecido em seu país. Ele transmitia sessões gratuitas de treinamento ao vivo para centenas de sul-africanos que esperavam entrar em forma.

A morte de Masinge acabou sendo registrada e veiculada ao vivo por streaming, quando um ladrão armado invadiu sua casa e atirou em sua cabeça no meio de uma sessão de condicionamento físico, deixando os participantes horrorizados.

Imagens do vídeo gravado ao vivo mostram o momento em que o invasor aponta uma arma para a cabeça de Lawrence e dispara. Alunos que estavam acompanhando a live começam então a gritar e a chorar em desespero.

Segundo testemunhas, o assassino não estava sozinho no momento da invasão da residência. A placa do carro dos suspeitos foi anotada e passada para a polícia. Já o porta-voz da polícia de Pretória, tenente-coronel Mavela Masondo, afirmou ao que o motivo do assassinato ainda não está claro.

Uma cliente disse que entrou na sessão de Zoom por volta das 18h30 e ouviu o primeiro tiro 40 minutos depois.

Ela ouviu um estampido forte durante a live e chegou a parar o exercício que estava fazendo. "Foi quando meu marido correu para a tela e disse : 'Esse cara está levando um tiro'. Participantes da aula ao vivo no Zoom rastrearam o endereço de Lawrence e chamaram os serviços de emergência.

Ouvida pelo EyeWitness, Rachel Tolo, amiga e também contadora de Masinge, disse que nunca imaginaria que a aula ao vivo dada pelo treinador na terça-feira (9) teria sido a última de sua vida. Ela descreveu o amigo como um homem apaixonado, disciplinado, paciente e corajoso.

"Nós só queremos justiça. Ele morreu brutalmente. Foi a sangue-frio. Queremos justiça para Lawrence. Ele não merecia morrer assim", declarou Rachel.

Amigos e alunos de Masinge prestaram diversas homenagens nas redes sociais. Como a cantora Michelle Grace, que vinha sendo treinada há cerca de cinco anos pelo professor.

"Sentiremos sua falta, Lawrence, você foi realmente um dos maiores preparadores físicos da África do Sul.

Você causou um impacto fenomenal não só na minha saúde, mas também na minha vida. Nunca esquecerei todo o seu incentivo e gentileza. Meus pêsames à família de Lawrence", disse ela.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Condomínio é multado em mais de R$ 4 mil após zelador despejar tinta e atingir canal de Santos

Funcionário foi identificado pelas câmeras do CCO ao descartar a substância na rede pluvial na Praça Washington, no José Menino

Emprego

Evento para quem busca oportunidade de trabalho acontece nesta terça-feira em São Vicente

'Giro de Profissões' é gratuito e aberto ao público, com palestras, orientações e encaminhamentos para colocação no mercado de trabalho

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software