Presos suspeitos de atacar filhos de ex-PM da Rota, em São Paulo

Um dos detidos é o dono do táxi do qual o atirador desceu antes de abordar o carro das vítimas.

Comentar
Compartilhar
09 NOV 201212h40

Dois suspeitos de um ataque contra dois filhos de um ex-policial militar das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) foram detidos, na noite de quarta-feira (08), pela Polícia Civil e encaminhados para o 40º Distrito Policial, do bairro Santa Maria, região do Limão, na zona norte de São Paulo. Um dos detidos é o dono do táxi do qual o atirador desceu antes de abordar o carro das vítimas.

Os investigadores chegaram até a dupla após identificar o táxi utilizado no ataque ao Corsa, ocupado pelos dois rapazes na noite da última segunda-feira. Tiago e Diego de Souza Serrão, de 27 e 22 anos, estavam com um amigo quando foram perseguidos pelas ruas da Vila Nova Cachoeirinha, também na zona norte.

Após alcançar o Corsa, um dos ocupantes do táxi desceu, atirou várias vezes contra as vítimas e fugiu com o comparsa que dirigia. Tiago morreu no pronto-socorro de Santana, e o irmão dele foi transferido, em estado grave, para o Hospital do Mandaqui, onde segue internado.
 
Com imagens de câmeras de um edifício próximo ao local do ataque, a polícia identificou o táxi e localizou o ponto onde o motorista atuava. No local, os policiais foram informados de que o suspeito, desde a noite do crime, não havia aparecido mais.
 
Localizado, o taxista afirmou que havia feito algumas mudanças no carro antes do crime. Detido, ele entregou o comparsa, autor dos disparos, que também foi encontrado e levado para a delegacia. Lá o assassino foi reconhecido pelo sobrevivente, que não pôde fazer o mesmo em relação ao taxista, que estava volante do carro.