Preso o segundo suspeito de matar mulher grávida em São Paulo

Rapaz foi abordado no Campo Limpo em uma moto amarela, mesma cor da usada no crime.

Comentar
Compartilhar
14 JAN 201310h28

Um segundo suspeito de ter participado da tentativa de roubo que terminou na morte da secretária Daniela Nogueira Oliveira foi detido pela polícia na madrugada de domingo (13).

O rapaz foi abordado na Rua Eusébio da Costa Dourado, no Bairro do Campo Limpo, na Zona Sul de São Paulo, onde estava com uma moto amarela, mesma cor da motocicleta usada na ação criminosa. Ele prestou esclarecimentos no 89º Distrito Policial.

Na sexta-feira, a polícia prendeu o homem que teria atirado na vítima. Encontrado no Jardim Catanduva, Zona Sul da cidade, o suspeito tem duas passagens por roubo e era foragido da Justiça. Ele foi reconhecido por uma testemunha, a mesma que ajudou na elaboração do retrato falado.

O rapaz deve ser indiciado por latrocínio (roubo seguido de morte), ainda que não tenha conseguido levar os pertences da secretária.

Grávida de nove meses, Daniela foi surpreendida por dois criminosos em uma moto, na noite de terça-feira, ao chegar de carro no condomínio onde morava, no Horto do Ypê, na zona sul. Ela acabou baleada na cabeça.

A secretária, que estava internada na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Municipal do Campo Limpo, teve morte cerebral decretada na tarde de quinta-feira. Os parentes decidiram doar os órgãos da jovem.

Suspeito foi levado até distrito policial (Foto: Agência Estado)

Cirurgia de emergência

Já o bebê foi salvo em uma cirurgia de emergência. A menina, que recebeu o nome de Gabriela, passou uma noite na UTI neonatal do hospital e depois foi encaminhada à maternidade. No sábado, a criança foi submetida a exames médicos. A expectativa é de que ela recebesse alta ainda no domingo.