X
Polícia

Prefeito de Guarujá, Válter Suman, e secretário Nicolau são presos em operação da PF

Após serem autuados na Delegacia da PF em Santos, eles foram recolhidos ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Vicente

Válter Suman, prefeito de Guarujá / Nair Bueno/DL

O prefeito de Guarujá, Válter Suman (PSDB), e o secretário municipal de Educação, Marcelo Nicolau, foram presos, em flagrante, nesta quarta-feira (15) em decorrência de uma operação da Polícia Federal (PF). A operação apura um esquema de desvios de dinheiro na área da saúde. 

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos de manhã nos apartamentos onde moram o prefeito e o secretário, bem como nos paços municipais de Guarujá (Moacir dos Santos e Raphael Vitiello) e em um prédio de luxo no Boqueirão, em Santos. 

A investigação foi iniciada no começo de 2021 e é referente a supostas irregularidades no contrato entre a Prefeitura e a Organização Social Pró-Vida, que administra a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Rodoviária e 15 Unidades de Saúde da Família (Usafas). 

A Prefeitura informou que agentes da PF tiveram acesso a documentos nos paços municipais. Funcionários que chegavam para trabalhar tiveram a entrada adiada devido à operação. 

Pelas investigações apurarem a destinação de verbas federais, a investigação envolve a PF e o Ministério Público Federal (MPF). 

O Diário do Litoral tenta contato com os advogados do prefeito e do secretário na noite desta quarta-feira. 

 

 

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ELEIÇÕES 2022

Pesquisa BTG: Bolsonaro avança 3 pontos e tem 34%, ante 41% de Lula

O petista perdeu 3% dos eleitores em duas semanas, segundo o levantamento

Brasil

Economia estuda nova regra que flexibiliza teto de gastos

A emenda constitucional do teto de gastos completou cinco anos no encerramento de 2021 passando pelo momento mais crítico desde sua criação, após diferentes brechas e mudanças capitaneadas pelo governo Jair Bolsonaro (PL)

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software