Policial Militar morre após troca de tiros em Praia Grande

Dessa forma, a Baixada Santista registra a primeira morte de um PM em 2014. No ano passado, mais de 100 patrulheiros foram mortos no Estado

Comentar
Compartilhar
13 JAN 201410h25

Um policial militar, de 32 anos, morreu na manhã de ontem, após uma troca de tiros durante uma tentativa de assalto, em Praia Grande. O criminoso que disparou contra a vítima acabou baleado e permanece sob escolta policial no Hospital Irmã Dulce. A vítima estava de folga e seguia para o batalhão da PM.

Dessa forma, a Baixada Santista registra a primeira morte de um PM em 2014. No ano passado, mais de 100 patrulheiros foram mortos no Estado.

Por volta das 7h, a vítima conduzia seu veículo, um Gol preto, quando foi abordado por três criminosos, no Ocian. Neste instante, um troca de tiros teve início. Após os disparos, os criminosos conseguiram escapar da cena do crime. Um dos marginais  foi baleado na barriga e deu entrada no hospital.

O patrulheiro ainda chegou ser socorrido com vida, mas faleceu no Pronto Socorro do Quietude.

Soldado trabalhava na Operação Verão da Cidade (Foto: Arquivo/DL)

Na cena do crime, peritos recolheram 15 cápsulas deflagradas, cinco dentro do veículo do PM.

O patrulheiro era lotado no 23º Batalhão da Polícia Militar em São Paulo. O soldado estava em Praia Grande trabalhando na Operação Verão, que consiste no reforço do quadro policial na Baixada Santista durante a temporada.

A vítima trabalhava há nove anos na PM e deixa duas filhas.