Policiais de Guarujá devem receber aumento

Acréscimo de 58% na gratificação será custeada pela Prefeitura.

Comentar
Compartilhar
25 NOV 2019Por Da Reportagem07h05
Para sair do papel, será preciso o aval da Câmara Municipal ao projeto de lei encaminhado pelo prefeito Válter Suman.Foto: HELDER LIMA/PREFEITURA DE GUARUJÁ

Os policiais militares que atuam na Atividade Delegada em Guarujá podem ter aumento de 58% na gratificação custeada pela Prefeitura, paga pelo desempenho na ação de segurança na Cidade. O reforço nos valores vem em época estratégica, como a temporada de verão, que começa no próximo mês.

Para sair do papel, será preciso o aval da Câmara Municipal ao projeto de lei encaminhado pelo prefeito Válter Suman. A expectativa é que a matéria seja apreciada pelos vereadores na sessão de amanhã (26).

A proposta do prefeito reajusta em até 58% a gratificação paga aos policiais militares em forma de horas trabalhadas. Sendo assim, a gratificação paga a subtenentes, 1º, 2º e 3º sargentos, cabos e soldados, que hoje recebem R$19,72 por hora trabalhada, passará a ser de R$ 31,26 - o equivalente a 9,36 Unidades Fiscais do Município (UFMs).

Já para os oficiais - coronel, tenente coronel, major, capitão, tenente e 2º tenente -, a proposta é de aumento de 32% por cada hora trabalhada. Atualmente eles recebem R$ 26,32, valor que subirá para R$ 35,00 por hora (o equivalente a 10,48 UFMs).

VAGAS

Atualmente, há 12 policiais militares a serviço da Prefeitura de Guarujá, via Atividade Delegada. Nove atuam na Diretoria de Força Tarefa e Contenção de Invasões da Secretaria Municipal de Defesa e Convivência Social (Sedecon), sendo três no período diurno e seis à noite. Na Diretoria de Monitoramento, atuam outros três (um em cada turno).

De acordo com o titular da Sedecon, Luiz Cláudio Venâncio Alves, as vagas são abertas de acordo com a necessidade do Município. Durante a Operação Verão e em feriados prolongados, o número poderá triplicar.