X
Polícia

Policiais civis desviavam cocaína do cofre do Denarc, diz promotoria

A suspeita é que o esquema tenha durado dois anos, período no qual 53 lacres de droga apreendida teriam sido trocados

O Ministério Público investiga um esquema de desvio de cocaína de dentro dos cofres do Denarc (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico), da Polícia Civil, por policiais.

A informação foi publicada pelo "Fantástico", da TV Globo, na noite deste domingo (2).

A suspeita é que o esquema tenha durado dois anos, período no qual 53 lacres de droga apreendida teriam sido trocados.

O homem apontado como o articulador do esquema é o investigador Bruno Luiz Soares Figueiredo, que foi preso no ano passado. Por meio de escutas, promotores constataram que, para disfarçar, ele misturaria produtos químicos à cocaína apreendida.

Um outro policial é suspeito de ajudar Figueiredo a desviar a droga do cofre do Denarc, mas seu nome não foi revelado.

As investigações apontam que Figueiredo negocia cocaína e avisou criminosos sobre uma operação policial na cracolândia, realizada em 5 de agosto do ano passado.

A SSP (Secretaria de Estado da Segurança Pública) afirmou em nota que o policial foi preso e que o vazamento não afetou a operação do ano passado, na qual os alvos foram presos.

"O Denarc tem adotado diversas medidas visando dar transparência em suas atividades, como a instalação de 10 câmeras de monitoramento, a partir de 02/04/16, no interior do cofre onde são armazenadas drogas.

As imagens gravadas são mantidas para eventual consulta", afirma a nota da SSP.

O diz não tolerar "desvios de conduta e todo agente que comprovadamente se envolve com ilícitos é exemplarmente punido".

O advogado de Bruno Figueiredo nega as acusações. "Ele não é traficante. Pelo contrário, é um policial elogiado que nunca teve nenhum problema disciplinar".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Vem Aí

Guarujá sedia 5ª edição do Conexidades de 7 a 11 de junho

Evento ocorrerá das 7 às 19 horas e é uma realização da União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvebs)

Novidade

Sabesp disponibiliza atendimento pelo WhatsApp para clientes residenciais

Aplicativo de mensagens recebe consultas sobre débitos, pedidos de segunda via da conta e registros de falta d'água, vazamentos ou qualidade da água

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software