Policiais civis de Santos fecham central de distribuição de drogas na Zona Leste de SP

Prisão em flagrante em Mongaguá levou os investigadores ao flagrante na capital paulista

Comentar
Compartilhar
10 AGO 2020Por Gilmar Alves Jr.16h18
A sequência de diligências que resultou nos flagrante foi realizada no sábado (8)Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma prisão em flagrante de um homem de 49 anos, ligado ao Primeiro Comando da Capital (PCC) e que transportava no sábado (8) mais de 30 tabletes de maconha em Mongaguá, levou policiais civis de Santos a um flagrante envolvendo uma central de distribuição de drogas na Zona Leste de São Paulo na mesma data. No endereço na capital, na Vila Carmosina, um homem de 26 anos foi preso enquanto fracionava drogas para posterior embalo individual.

A sequência de ações policiais foi feita uma equipe da 2ª Delegacia da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) regional. No total, mais de 40 quilos de drogas, entre maconha, cocaína e crack, foram recolhidos.

Mesmo diante do silêncio do acusado preso em Mongaguá sobre a existência de mais drogas na capital, os policiais civis, sob o comando do delegado Rubens Eduardo Barazal Teixeira, titular da 2ª Delegacia, e do investigador-chefe, Luiz Fonseca, identificaram o endereço mediante análise imediata dos dados dele por meio do registro da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O flagrante em Mongaguá ocorreu por volta das 14h30. Os investigadores apuraram que o suspeito usava um Fiat Uno branco, com os vidros traseiros pintados, com emplacamento de Osasco, e que ele faria uma movimentação de drogas nesta cidade do litoral na tarde de sábado.

Uma campana foi realizada às margens da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega e resultou no encontro do homem conduzindo o veículo sob investigação. Ele foi seguido até uma casa alugada por ele no Balneário Verde Mar, onde foi detido. Na mala que ele carregava os policiais civis recolheram 30 tabletes de maconha.

Na mesma tarde, ao descobrirem a central de drogas na Zona Leste de SP, os policiais apreenderam mais de 2,4 kg de maconha, quase 1,7 kg de cocaína e 900 gramas de crack. Balanças de precisão e anotações relacionadas ao tráfico também foram apreendidas. 

Os detidos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação ao tráfico pelo delegado assistente, Angel Gomes Martinez. Os dois homens já ostentam antecedentes criminais.