Polícia: Suspeita de estuprar empresário, garota de programa é presa

Vítima afirma que foi dopado por mulher, que gravou relação sexual e enviou imagens para a sua mãe

Comentar
Compartilhar
15 ABR 2021Por Da Reportagem10h50
Mulher foi detida em Copacabana por autoridades policiais após denúncia feita por empresárioMulher foi detida em Copacabana por autoridades policiais após denúncia feita por empresárioFoto: Divulgação / Polícia Civil

Policiais prenderam nesta quarta-feira (14) uma garota de programa por suspeita de dopar e estuprar o ex-namorado, um empresário carioca, no último dia 12 de abril. De acordo com informações das autoridades, ela possui extensa ficha criminal por outros delitos. A prisão foi efetuada em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. As informações são da revista 'Istoé' e do portal 'Meia-Hora'

Segundo Felipe Santoro, delegado responsável pelo caso, o crime ocorreu no começo da semana quando Lídia Nayara de Azevedo chamou o ex-namorado para seu apartamento. Uma vez no local, a vítima afirma que foi dopada pela garota, que gravou toda a relação sem ele saber.

O empresário só tomou conhecimento da gravação horas depois, quando a suspeita enviou as imagens da relação sem consentimento à mãe do homem, que decidiu denunciar a mulher na 13ª Delegacia Policial do Rio de Janeiro. O delegado decretou a prisão temporária da garota de programa pelos crimes de estupro de vulnerável e divulgação de cena de estupro de vulnerável.

Além da prisão, as autoridades também apreenderam diversos dispositivos eletrônicos que foram utilizados por ela para divulgar as imagens. Segundo a Polícia Civil, ela já possuía uma ficha criminal que inclui uma tentativa de homicídio e roubo. A suspeita foi encaminhada à audiência de custódia.