Polícia prende 100 pessoas em casa de pôquer na zona oeste de SP

De acordo com o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, pelo menos 100 pessoas foram detidas acusadas de contravenção

Comentar
Compartilhar
18 MAR 201520h58

Depois que estrangeiros procuraram a Polícia Civil para reclamar que estavam perdendo muito dinheiro em uma casa de jogo ilegal, uma equipe formada por 40 policiais da Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur) estourou um local que promovia apostas de pôquer, na tarde desta quarta-feira, 18, em Pinheiros, na zona oeste.

De acordo com o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, pelo menos 100 pessoas foram detidas acusadas de contravenção. A casa funcionava em uma residência na Avenida Henrique Schaumann e era frequentada por turistas estrangeiros e brasileiros.

"Procuraram a gente dizendo que estavam roubando eles no jogo e que os apostadores estavam com prejuízo", explicou o delegado. "Foi tanta gente presa que precisamos de dois ônibus para levar todo mundo até a delegacia." De acordo com Nico, o local estava sendo investigado há alguns dias.

No final da tarde desta quarta-feira, os investigadores ainda contabilizavam as fichas de aposta, o dinheiro, as máquinas de jogo e as de cartão bancário. Foi encontrado um cheque no valor de R$ 20 mil. Um homem responsável por gerenciar a casa também foi preso.

Para conseguir entrar no local, os policiais precisaram se passar por apostadores. O local tinha um forte esquema de segurança e era monitorado por 40 câmeras. Não houve confusão na hora em que as equipes da Deatur invadiram o local e deram voz de prisão para os apostadores.