Polícia Federal deflagra operação contra esquema de lavagem de dinheiro em postos de gasolina

13 pessoas foram presas; de acordo com a investigação, grupo movimentou R$ 30 bilhões

Comentar
Compartilhar
30 SET 2020Por Gazeta de S. Paulo11h20
Material apreendidoFoto: Divulgação/PF

Nesta quarta-feira (30), a Polícia Federal em São Paulo realizou uma operação contra um esquema de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas, realizado através postos de gasolina e uma distribuidora de combustível, que movimentou ao menos R$ 30 bilhões. No total, 13 pessoas foram presas.

De acordo com a investigação, o principal alvo era um homem conhecido como Alemão, cuja família possui cerca de 50 postos. Ele também estaria envolvido com a morte de Rogério Jeremias de Simone, conhecido como "Gegê do Mague", um dos chefes do PCC, facção que atua no Brasil.

Além de Alemão, Antônio Carlos Martins Vieira, conhecido como “Tonhão”, foi preso e encaminhado para a sede da PF. De acordo com a investigação, ele foi identificado como responsável por parte das empresas usadas na lavagem de dinheiro.

Foram cumpridos 43 mandados de busca e apreensão. Em São Paulo, a polícia realizou buscas em Bauru, Igaratá, Mongaguá, Guarujá e Tremembé. Também foram cumpridos mandados em Curitiba e Curitiba, no Paraná, e Balneário Camboriú, em Santa Catarina.