Prefeitura Santos
Prefeitura Santos Mobile

Polícia divulga retrato falado de homem que estuprou corretora em Peruíbe

Vítima foi jogada em um córrego ao ser atacada em plena luz do dia, na tarde de sábado (16)

Comentar
Compartilhar
21 MAI 2020Por Gilmar Alves Jr.16h41
Denúncias sobre o autor podem ser transmitidas pelos telefones 3455-2020 ou 181Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil divulgou na tarde desta quinta-feira (21) o retrato falado do homem que estuprou uma corretora de 41 anos em plena luz do dia, na tarde de sábado (16), no bairro São José, em Peruíbe. 

Quem tiver informações que auxiliem a polícia a identificar e prender o criminoso deve ligar para os telefones 3455-2020 ou 181 (Disque-Denúncia). Não é necessário se identificar. 

O estuprador é descrito como jovem, branco, com estatura mediana e tem uma pinta ou verruga abaixo do olho esquerdo. Os olhos são castanhos claros e o homem tem o braço direito com muitas tatuagens, sendo a parte inferior do membro praticamente fechada de desenhos. Ele tem duas listras tatuadas na parte superior do braço direito.

O retrato falado foi confeccionado na Central de Inteligência Policial (CIP) da Delegacia Seccional de Santos. A investigação é comandada pelo delegado Marcos Roberto da Silva, titular de Peruíbe, e pelo investigador-chefe, Adalberto Ribeiro.

A vítima seguia a pé com destino a uma loja de materiais de construção quando foi abordada pelo criminoso, que a agarrou e a atirou em um córrego nas proximidades da Avenida das Américas. 

O estuprador tirou as roupas da vítima à força e consumou o estupro. Na sequência, ele fugiu correndo no sentido da Avenida Luciano de Bona. 

Só de camiseta, a corretora conseguiu mandar mensagens, via celular a um amigo, que a socorreu e recolheu suas roupas, que estavam espalhadas no mato. 

A vítima foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde recebeu atendimento médico. 

A peça de roupa íntima da corretora e a máscara cirúrgica que ela usava foram recolhidas pela Polícia Civil para perícia. 

Estupro dois dias antes

A Polícia Civil ainda apura se foi este mesmo homem que estuprou uma mulher quando ela voltava para casa no Jardim Brasil, em Peruíbe, na noite de quinta-feira (14). Ela foi atirada em um matagal pelo criminoso, que a agarrou por trás. 

Na sequência, ele mandou a vítima tirar as roupas e consumou o estupro sem preservativo. 

Segundo a mulher, o homem aparentava estar armado pois havia um volume em sua cintura. Durante o registro da ocorrência, ela não soube descrever as características do estuprador, pois disse que ficou muito nervosa na hora, que só tremia e lhe deu um branco.