Polícia Civil prende casal acusado de golpes contra idosos na Baixada Santista

Dupla vendia aparelhos ortopédicos e outros produtos por preços abaixo de mercado e usava cartões das vítimas para transações fraudulentas

Comentar
Compartilhar
04 SET 2019Por Gilmar Alves Jr.13h37
Diversos produtos e máquinas de cartões foram apreendidos com o casalFoto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais do 2º Distrito Policial de Itanhaém prenderam, na terça-feira (3), um casal acusado de diversos golpes contra idosos na Baixada Santista.  A dupla, presa na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, no Cibratel II, vendia aparelhos ortopédicos e outros produtos por preços abaixo de mercado e usava cartões das vítimas para transações fraudulentas. As investigações foram iniciadas há dois meses e a suspeita é de que as vítimas podem chegar a mais de 100 idosos nas nove cidades da Região. 

O casal foi autuado em flagrante por estelionato e pelo artigo 102 do Estatuto do Idoso - apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa da de sua finalidade. Nesta quarta-feira (4), os detidos foram soltos em uma audiência de custódia. A equipe do delegado Bruno Mateo Lázaro, titular do 2º DP, e do investigador-chefe, Willian Ceccon, prossegue as investigações e um pedido de prisão temporária será feito. 

"A dupla utilizava um veículo Ford Ka de cor branca e passava nas residências ofertando produtos para massagem como colchões, travesseiros e aparelhos ortopédicos.  Esses acessórios eram vendidos com preço abaixo do mercado pelos golpistas, o que atraiu várias vítimas a fazerem a compra desses objetos utilizando cartão de crédito", informou a assessoria de imprensa da Polícia Civil na Baixada Santista e Vale do Ribeira. 

Era no momento em que as vítimas entregavam seus cartões de crédito aos golpistas que o crime de estelionato ocorria. 

"O casal, a fim de enganar as vítimas, afastava-se alegando que a máquina de cartão possuía pouco sinal e pedia para que a vítima digitasse a senha. Nesse momento o golpista, aproveitando-se da distração da pessoa, realizava inúmeras transações bancárias causando grandes prejuízos aos enganados", disse a polícia.  

Os acusados, conforme apurou a polícia, deixavam um recibo com dados e números de telefones fictícios. Os golpes, muitas vezes, era percebidos pelas vítimas somente no mês seguinte, com a chegada da fatura. 

Os investigadores apuraram que, na tarde de segunda-feira (2), o casal havia feito mais uma vítima em Itanhaém. A vítima, uma idosa de 80 anos, sofreu um prejuízo de aproximadamente R$ 2 mil.

A captura

O casal foi localizado e preso em flagrante no Ford Ka na Rodovia Padre Manoel. Com os acusados foram apreendidos oito aparelhos de massagem, três máquinas de cartão de crédito, um bloco de notas fiscais falsas e dois celulares.

Nos celulares, os investigadores constataram que os golpes estão sendo executados nas nove cidades da Baixada.

Colunas

Contraponto