Polícia Civil detém copeiro após denúncias anônimas em Itanhaém

Investigadores apreenderam um revólver e diversas mercadorias de origem suspeita. O acusado assumiu a propriedade da arma e se limitou a dizer que mercadorias “foram compradas para venda”

Comentar
Compartilhar
17 ABR 201420h53

Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém apreenderam um revólver e diversas mercadorias de origem suspeita, o que culminou na prisão de um copeiro de 39 anos em flagrante no final da tarde da última quarta-feira (16).

Segundo a polícia, diversas denúncias indicaram que o copeiro armazenava em casa, na Rua Leme, produtos de procedência ilícita.

Diante das denúncias, os  policiais João Paulo Pires e Luciano Silva, chefiados pelo investigador-chefe, Mario Augusto, e pelo delegado Douglas Borguez, realizaram diligência no local denunciado e foram recebidos pela mulher do acusado, que franqueou a entrada.

Centenas de produtos com procedência suspeita foram apreendidos pelos investigadores (Foto: Divulgação)

Durante a vistoria, os policiais encontraram centenas de objetos sem nota fiscal – sapatos, roupas, brinquedos, peças de automóveis, cobertores e relógios de parede –, um revólver de calibre 38 com numeração raspada e 15 munições, sendo 10 de calibre 38 e cinco de calibre 32.

Enquanto os policiais realizavam as apreensões, o copeiro foi à residência após contato telefônico com a mulher. Ele recebeu voz de prisão em flagrante devido ao encontro da arma e das munições.

O acusado assumiu a propriedade da arma e disse que as mercadorias “foram compradas para venda”.