Polícia Civil descobre laboratório de drogas e prende estudante de Farmácia em SV

Os investigadores apreenderam 2,1 quilos de maconha, 60 gramas de haxixe, estufa e diversos objetos relacionados ao cultivo

Comentar
Compartilhar
22 AGO 2018Por Gilmar Alves Jr.16h55
Uma denúncia levou policiais da DIG de Santos ao flagranteUma denúncia levou policiais da DIG de Santos ao flagranteFoto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil descobriu um laboratório de maconha e haxixe em uma casa na Vila São Jorge, em São Vicente, e prendeu em flagrante o estudante de Farmácia Henry de Souza Carvalho, de 24 anos. Morador do imóvel, ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e por possuir aparato para preparo dos tóxicos.

A captura foi feita na tarde da última segunda-feira (20) em uma ação da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos, após denúncia anônima. No dia seguinte, em audiência de custódia, a Justiça converteu a prisão em preventiva.

Os policiais apreenderam 2,1 quilos de maconha, 60 gramas de haxixe, estufa, medidor de temperatura, duas balanças de precisão e diversos objetos relacionados ao tráfico.

De acordo com a polícia, a denúncia indicou que havia venda de maconha de "alta qualidade" no imóvel, situado na Rua Sylvio Pereira Mendes.

De posse da informação, policiais sob o comando do delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior, titular da DIG, e do investigador-chefe, Paulo Carvalhal, fizeram uma diligência em viatura descaracterizada e surpreenderam o acusado quando ele saía da residência, por volta das 13 horas.

Segundo o registro do flagrante, o universitário admitiu que preparava maconha e haxixe para venda no próprio local. 

O Diário do Litoral procurou o advogado do estudante por telefone, mas ainda não obteve contato.