Polícia Civil descobre depósito de drogas e prende o responsável no Quarentenário, em SV

No interior da casa, que estava com a porta aberta, foram encontradas mais drogas, insumos, apetrechos, e ainda uma pistola com numeração raspada

Comentar
Compartilhar
21 JUL 2021Por Da Reportagem13h08
Todo o material apreendido foi encaminhado para a períciaTodo o material apreendido foi encaminhado para a períciaFoto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes da DEIC DEINTER-6 (DISE SANTOS), prenderam em flagrante, na noite de ontem (20), um homem de 19 anos, responsável pelo armazenamento e vendas de drogas, no bairro Quarentenário, em São Vicente. A equipe vinha realizando diversas diligências no combate ao tráfico de drogas na região, quando conseguiram identificar um possível depósito de drogas no bairro, bem como o responsável pelo abastecimento do local.

Os investigadores então se dirigiram ao imóvel e observaram à distância, de forma dissimulada, quando avistaram o suspeito sair do local com uma mochila. Neste momento, se aproximaram e se identificaram como policiais. O homem tentou fugir, indo em direção ao depósito, quando a equipe conseguiu detê-lo. Em revista pessoal foram encontradas dentro da mochila diversas porções de drogas embaladas para venda.

No interior da casa, que estava com a porta aberta, foram encontradas mais drogas, insumos, apetrechos, e ainda uma pistola com numeração raspada.

No total, foram apreendidos 1329 microtubos de cocaína (1869 gramas), 12 tubos de lança-perfume (823 mililitros), 3 tijolos de maconha (2284 gramas), 32 embalagens de maconha (287 gramas), 993 pedras de crack (186 gramas), e 3 sacos contendo um pó branco pesando 1377 gramas, além 4 balanças de precisão, 10.000 cápsulas vazias, a pistola calibre 380 desmuniciada, e ainda valores em dinheiro. Todo o material apreendido foi encaminhado para a perícia.

O homem de 19 anos foi preso em flagrante. Ele foi indiciado pelo crime de tráfico de drogas e ainda pela posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, previsto no Estatuto do Desarmamento. Após registro, ele foi recolhido e encaminhado ao cárcere.