PMs são alvos de tiros no Morro da Vila Progresso, em Santos

Houve revide e cinco criminosos fugiram; viatura foi atingida por um projétil

Comentar
Compartilhar
15 ABR 2019Por Gilmar Alves Jr.17h07
O caso foi registrado como tentativa de homicídio na Central de Polícia Judiciária (CPJ)Foto: Rodrigo Montaldi/Arquivo DL

Policiais militares que atendiam a uma ocorrência de agressão (Lei Maria da Penha) foram alvos de tiros no Morro da Vila Progresso, em Santos, na noite deste domingo (14). Houve revide e cinco criminosos, que estavam próximo a um barranco, conseguiram escapar. Os policiais não se feriram e uma viatura foi atingida por um projétil.

De acordo com o registro da ocorrência, duas viaturas trafegavam pela Rua Oito quando o ataque ocorreu, às 23h55. Um dos carros da PM conduzia as partes da ocorrência de agressão para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Noroeste e a outro, que vinha atrás, dava apoio.

Ao se depararem com as viaturas, os criminosos começaram a disparar. O revide da PM, de policiais nas duas viaturas, foi com 14 tiros de pistola e quatro de metralhadora.

Os criminosos, ainda de acordo com o registro do caso, fugiram no sentido da Rua Um.

A perfuração na viatura foi na coluna da porta dianteira direita.

Denúncia

Após a troca de tiros, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) recebeu informações sobre um local onde um dos atiradores estaria e PMs realizaram diligência. Uma balconista de 22 anos foi abordada e conduzida pelos policiais à Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde declarou que seu ex-companheiro não reside mais com ela e afirmou que não tinha informações sobre participação dele no confronto.

A apuração da identidade dos criminosos deverá ser conduzida pelo 5º Distrito Policial (Bom Retiro). 

Colunas

Contraponto