PM da UPP é morto após tentativa de assalto

O policial militar Robson Menna Junior, de 23 anos, foi assassinado a tiros após tentativa de assalto neste sábado.

Comentar
Compartilhar
30 DEZ 201213h11

Após uma tentativa de assalto, o policial militar Robson Menna Junior, de 23 anos, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Alemão, foi assassinado a tiros após uma tentativa de assalto na noite deste sábado (29), na esquina das avenidas Automóvel Clube e Nilo Peçanha, em Vilar dos Teles, na Baixada Fluminense.

O crime aconteceu no final da noite desta sábado e, segundo policiais do 21º Batalhão (São João de Meriti), o PM estava manobrando o seu veículo na porta de sua casa, quando foi abordado por vários homens armados.

Ao descobrirem que Menna Junior era policial, os assaltantes dispararam contra a vítima, que foi socorrido por parentes e encaminhado ao Posto de Atendimento Médico (PAM) de São de Meriti, também na Baixada Fluminense.

Robson Menna Junior, de 23 anos, era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Alemão. (Foto: Divulgação/ Governo do Rio de Janeiro)

Os assaltantes trocaram tiros com policiais que atuam no programa de Regime Adicional de Serviço (RAS), mas conseguiram escapar. O caso foi registrado na 64ª DP (São João de Meriti).

Na noite da última sexta-feira (28), durante patrulhamento na Rua Joaquim de Queiroz, na zona norte da cidade, policiais da UPP do Morro do Alemão, reconheceram e prenderam um homem suspeito de matar o cabo Fábio Barbosa com um tiro na cabeça durante confronto na região do Areal, no último dia 5.

Identificado como Fábio Ferreira Melo da Silva, de 22 anos, vulgo Chamuska, o suspeito tentou fugir, mas foi capturado e encaminhado para a Delegacia de Homicídios (DH), na Barra da Tijuca.

Silva confessou ter sido braço direito do traficante Tota, do Complexo do Alemão. Os policiais, que estavam levantando informações sobre Chamuska, conseguiram fotos do criminoso por meio de mídias sociais.