X
Polícia

PF faz operação em São Paulo contra desvio de créditos tributários

De acordo com a PF, no esquema os créditos lícitos de grandes contribuintes eram selecionados e desviados em favor de empresas intermediárias que eram geridas pelos criminosos

Segundo a União, os desvios podem ter somado mais de R$ 300 milhões / Rovena Rosa/Agência Brasil

Uma operação da Polícia Federal (PF), hoje (25) em São Paulo, combate o desvio e comércio de créditos tributários da União. Segundo o órgão, os desvios podem ter somado mais de R$ 300 milhões. Esta é a segunda fase da operação, que recebeu o nome de Manigância e que foi deflagrada no dia 22 de março.

Estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão preventiva, um de prisão temporária e cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo. As buscas e prisões ocorrem nas cidades de São Paulo e Bragança Paulista. Até o momento, segundo a PF, foram presos um falso fiscal na cidade de Bragança Paulista e sua esposa, uma analista tributária da Receita Federal, além de empresários responsáveis por vender os créditos tributários que eram desviados pela analista.

A investigação teve início em dezembro de 2016, após a Receita Federal ter comunicado à PF possíveis crimes cometidos por uma servidora do órgão. A investigação procurava apurar a prática de corrupção passiva e inserção falsa de dados em sistema de informação oficial por parte de uma analista tributária da Receita, que modificava a titularidade de créditos legítimos em benefício de outras empresas.

De acordo com a Polícia Federal, no esquema os créditos lícitos de grandes contribuintes eram selecionados e desviados em favor de empresas intermediárias que eram geridas pelos criminosos. Com a captação de possíveis interessados, os créditos eram então vendidos e transferidos aos beneficiários finais por meio de pedido eletrônico de compensação e restituição.

Os presos vão responder pelos crimes de associação criminosa, corrupção passiva, inserção de dados falsos em sistemas de informações e estelionato.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Lula elogia Dilma, mas diz que, aparentemente, aliada 'não gostava de conversar'

Ao comentar que política não se aprende da Universidade, Lula declarou que, apesar da competência técnica da sua sucessora, ela parecia não estar aberta ao diálogo, e justificou afirmando que a experiência da Dilma "foi muito sofrida"

Futebol

Recuperado da covid-19, Carille comanda treino, mas não irá a campo neste sábado

Carille só poderá comandar o Santos no clássico contra o Corinthians, na próxima quarta-feira, às 21h35, na Neo Química Arena, em São Paulo, pela terceira rodada do Estadual

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software