Padrasto ajuda GCM de Guarujá a deter enteado envolvido em roubo na Orla de Pitangueiras

O padrasto ainda apresentou o celular roubado, um iPhone 11, aos agentes de segurança; vítima chegou a ser derrubada no chão por adolescentes

Comentar
Compartilhar
15 JUN 2021Por Gilmar Alves Jr.17h39
Um iPhone 11 foi roubado da vítima, que chegou a ser derrubada no chão pelos infratoresUm iPhone 11 foi roubado da vítima, que chegou a ser derrubada no chão pelos infratoresFoto: Divulgação

Um autônomo de 32 anos ajudou a Guarda Civil Municipal de Guarujá a capturar seu enteado, de 15, após o adolescente se envolver em um assalto na Orla de Pitangueiras, em Guarujá, na tarde de segunda-feira (14). No ato infracional, uma estudante de 22 anos chegou a ser empurrada no chão. Outros dois adolescentes, de 15 e 14 anos, também foram detidos.

Foi o autônomo que pegou do enteado o celular roubado, um iPhone 11, e o apresentou aos agentes de segurança.

A ação da Guarda Municipal foi iniciada quando eles patrulhavam pela Rua Quintino Bocaiúva. Um grupo de pessoas apresentou um adolescente de 15 como autor do roubo recém-cometido contra a estudante na Orla. Já na Orla o adolescente mais novo, de 14, também foi detido por guardas.

A vítima foi logo localizada na Orla e disse que dois dos envolvidos ficaram ao seu lado enquanto um terceiro ficou junto ás suas costas. Mediante ameaças com arma de fogo, o celular foi roubado, sendo a vítima empurrada no chão.

O adolescente de 14 anos é irmão de consideração do terceiro envolvido, que fugiu com o telefone, e levou os guardas até a casa, em Morrinhos IV. O padrasto, ao ser cientificado dos atos infracionais, disse aos guardas que iria procurar o enteado e o achou pouco depois, recolhendo o celular.

A estudante disse na delegacia que foi terceiro detido quem puxou seu aparelho durante o assalto.

O flagrante foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá e o delegado Maurício Barbosa Júnior determinou o encaminhamento dos adolescentes à Fundação Casa pela gravidade do ato praticado.