SABESP AGOSTO DESK TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Operação detém 19 pessoas na zona leste da Capital

Os detidos são investigados por envolvimento em ‘tribunal do crime’, tráfico de drogas, ocultação de bens e lavagem de dinheiro

Comentar
Compartilhar
30 JUL 2020Por Da Reportagem19h32
As investigações prosseguem e outros detalhes não serão divulgados para não atrapalhar as próximas etapas do trabalho policial.Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil deteve, nesta quinta-feira (30), 19 pessoas durante a 4ª fase da Operação Decap 8, deflagrada para cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão. Do total de detidos, um é adolescente e outros dois adultos já estavam recolhidos em unidades prisionais.

Esta etapa da ação contou com o empenho de mais de 300 policiais e 140 viaturas, de todas as seccionais subordinadas ao Departamento de Polícia Judiciária da Capital, para cumprimento de ordens judiciais expedidas após intenso trabalho investigativo de 8ª Delegacia Seccional (São Mateus).

A operação é desdobramento da prisão de um dos líderes da organização, capturado em abril, em Itaquaquecetuba. Os mandados, cumpridos na capital paulista e em cidades da Baixada Santista, são relacionados a inquéritos que apuram tráfico de drogas, ocultação de bens e lavagem de dinheiro, além da existência de um ‘tribunal do crime’.

Durante as  investigações, foram encontradas ossadas humanas em cemitério clandestino na zona leste da Capital. Além disso, ainda foram retiradas das ruas duas armas de fogo e foram apreendidos aproximadamente 48 quilos de entorpecentes, entre crack, cocaína e maconha.

As atividades de campo resultaram na detenção de 19 pessoas, sendo uma adolescente. Do total, dois dos presos já estavam recolhidos em unidades prisionais e outros dois tiveram as prisões temporárias representadas durante as diligências, já que indícios de autoria só foram possíveis com o cumprimento do mandado de busca. 

De acordo com o delegado Da Cunha, a ação de hoje enfraqueceu muito as facções criminosas envolvidas. "Os presos não conseguem mais comandar de dentro da cadeia. O Governo de São Paulo fez, inclusive, uma operação maravilhosa isolando as lideranças em presídios federais e a cada dia que passa as forças de segurança estão cercando mais e dificultando esse tipo de manobra", explicou.

As investigações prosseguem e outros detalhes não serão divulgados para não atrapalhar as próximas etapas do trabalho policial.