Operação da Polícia Civil detém 351 pessoas na Baixada

Mais de 61 quilos de entorpecentes foram retirados de circulação. Foram apreendidos também 14 veículos e quatro armas de fogo

Comentar
Compartilhar
23 FEV 2017Por Gilmar Alves Jr.20h06
Na Vila dos Pescadores, policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos apreenderam pistola e dezenas de munições de calibres diversosFoto: Divulgação/Polícia Civil

Uma operação da Polícia Civil nas cidades de Santos, São Vicente, Cubatão, Praia Grande, Guarujá e Bertioga deteve 351 pessoas em 24 horas, entre as 11h de quarta-feira (22) e as 11h desta quinta (23). Um dos objetivos da blitz foi garantir mais segurança à população no feriado de Carnaval.

Ao anunciar os números da operação, o delegado-seccional de Santos, Manoel Gatto Neto, afirmou que durante o Carnaval a Polícia Civil na região vai atuar com todo o seu efetivo (sem férias e licença no período) e com cerca de 54 vagas em cada dia para Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Civil (Dejec).

Entre os resultados da blitz, Gatto Neto destacou a apreensão de 61,3 quilos de drogas, de 14 veículos e quatro armas de fogo.

Das 351 pessoas detidas, 20 foram presas em flagrante, 85 tinham mandado de prisão decretado, 17 são adolescentes e 229 cometeram crimes de menor potencial ofensivo, sendo liberadas após os registros.    

A maior apreensão de drogas da operação foi realizada pela Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), que recolheu 30,8 quilos de pasta-base de cocaína dentro de um tambor metálico em um galpão na Vila São Jorge, em Santos, na tarde de quarta.

Os policiais usaram um maçarico para cortar o tambor e encontrar os tijolos da droga ao fundo. A diligência foi feita sob o comando do delegado Francisco Garrido Fernandes, titular da Dise, e do investigador Paulo Álvaro Ribeiro.

Em um galpão na Vila São Jorge, em Santos, policiais da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) apreenderam mais de 30 quilos de cocaína (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Chefe do tráfico

Em Guarujá, policiais da Delegacia Sede prenderam, na manhã de quarta, um foragido do sistema prisional, de 29 anos, que é apontado como chefe do tráfico no Perequê. Na casa dele, isolada no meio de um matagal, os investigadores apreenderam 179 cápsulas de cocaína, duas balanças de precisão, uma espingarda e outros objetos.

“A primeira incursão, a fim de evitar o alerta e a fuga, foi feita com viaturas descaracterizadas”, comentou o delegado titular de Guarujá, Marco Antônio do Couto Perez, durante entrevista coletiva no Palácio da Polícia. Perez comandou a diligência juntamente com o investigador Paulo Cunha.

Arma e munições

Na Vila dos Pescadores, em Cubatão, policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos apreenderam uma pistola de calibre 9mm e dezenas de munições de calibres diversos na tarde de quarta.

Titular da DIG, o delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior destacou, na coletiva, que foi uma ação significativa, “na medida que foram apreendidas munições de fuzis, munições de uso restrito, além da apreensão de uma arma de fogo”.

A ação que resultou na apreensão, sob o comando de Lara e do investigador Paulo Carvalhal, ocorreu em uma região da Vila dos Pescadores conhecida como Comunidade do Chatuba. Dois homens que estavam com o armamento chegaram a ser visualizados pelos policiais, que agiram em viatura descaracterizada, mas conseguiram fugir ao notarem a aproximação. Enquanto fugia, a dupla dispensou o armamento sob entulhos.