Polícia

Novo golpe do Pix já faz dezenas de vítimas pelo Brasil; saiba como não cair nele

A tática é bastante simples: em vez de fazer a transferência, o golpista agenda o pagamento para horas depois ou outro dia e, antes da data, cancela a operação

Do Uol/Folhapress

Publicado em 16/06/2022 às 17:02

Compartilhe:

Marcello Casal Jr./AB

A facilidade e a alta adesão do Pix entre os brasileiros também levaram a um aumento de golpes por meio da ferramenta. Nas redes sociais, muita gente tem alertado sobre comprovantes de transferências agendados. Depois de usufruírem de determinado serviço ou produto, os golpistas cancelam o pagamento. 

A tática é bastante simples: em vez de fazer a transferência, o golpista agenda o pagamento para horas depois ou outro dia e, antes da data, cancela a operação. Quem vende acaba não conferindo todas as informações relacionadas ao pagamento na hora e não percebe que se trata de um golpe.

Quando o comprovante é enviado por meios eletrônicos, como WhatsApp, o golpista pode alterar a imagem para tentar esconder informações do agendamento. 

Com softwares simples de edição, é fácil apagar os trechos de informações como hora e data que o dinheiro vai realmente cair na conta.

"Pix agendado é como um 'cheque pré-datado' moderno e padece do mesmo mal: ele pode ser cancelado. Então, se a pessoa ou estabelecimento está aceitando Pix como forma de pagamento, deve-se tomar as devidas precauções até mesmo para cobrar o valor acordado por outros meios", afirma Waldo Gomes, da Netsafe Corp, empresa especialista em segurança digital.

De acordo com o diretor, os comprovantes de Pix agendados são diferentes dos comprovantes da operação normal. Além disso, os bancos não mandam aquela notificação de que você teve um dinheiro transferido para sua conta. 

"Os golpistas tentam atribuir isso a algum problema de lentidão do sistema. O sistema de pagamento via Pix é muito moderno e rápido, dificilmente uma transação correta não aparece quase instantaneamente nas contas de quem efetivou e de quem recebeu. Por isso, o pagamento pode ser comprovado de maneira definitiva acessando a conta e verificando o depósito", diz Gomes.

De acordo com Mathias Naganuma, professor do curso de Defesa Cibernética da Faculdade Impacta, a maioria dos golpes com Pix não é muito complicada de perceber e acaba acontecendo por falta de atenção de quem vai receber o dinheiro.

"Temos muita inclusão digital e pouca educação digital. Geralmente, esses golpes não são sofisticados. O descuido acaba sendo do usuário", alerta.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram e mantenha-se bem informado.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

São Vicente

Cidade do litoral de SP inicia festival gastronômico com delícias à preços baixos

É a 9ª edição do evento, que conta com 50 restaurantes e mais de 100 opções de pratos e lanches

Diário Mais

Fenômeno climático La Niña chega em agosto e também atingirá o litoral de SP

Evento climático é conhecido por resfriar as águas do oceano pacífico

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter