X
Polícia

Namorado espanca bancária em Caraguatatuba; ela está na UTI

A bancária Andressa de Azevedo, 29 anos, está internada em estado grave após ser espancada pelo namorado, o personal trainer Leandro de Almeida, 37 anos, em um motel em Caraguatatuba

A bancária Andressa de Azevedo, 29 anos, está internada em estado grave após ser espancada pelo namorado, o personal trainer Leandro de Almeida, 37 anos, em um motel em Caraguatatuba (173 km de São Paulo). O caso aconteceu na terça-feira.

Segundo funcionários do motel disseram à polícia, o casal estava hospedado no local havia seis dias, consumindo bebidas alcoólicas, quando o interfone do quarto foi quebrado. Um funcionário foi averiguar e, ao ouvir a mulher pedir socorro, abriu a porta. Os funcionários chamaram a Polícia Militar e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que levaram o casal à Santa Casa.

Ela foi transferia para o Hospital Stella Maris, onde está internada em estado grave com fraturas no rosto. Almeida foi atendido por consumo excessivo de drogas. Depois, ele foi levado à Delegacia da Mulher, onde foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio. Ele já passou por audiência de custódia, e a Justiça decidiu que ele vai continuar preso.

O advogado de Almeida, Bruno Romanelli, disse que o cliente e a namorada discutiram por estarem intoxicados. "É um caso de lesão corporal, e não tentativa de homicídio", diz. A família da jovem não foi localizada.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Baixada

PM aborda negro em carro de luxo e aponta arma para ele na balsa entre Santos e Guarujá

O cantor lírico ocupava o banco do motorista de seu carro da marca Jeep, considerada de alto padrão, quando um policial apontou uma arma para o seu rosto e ordenou que ele descesse do automóvel, com as mãos erguidas

Eleições 2022

Moro quer retomar itens do pacote anticrime em reforma do Judiciário

Entre as ideias debatidas, estão o reforço de orientações à Advocacia-Geral da União para evitar recursos excessivos em processos, a criação de uma arbitragem para costurar acordos com devedores de impostos e até mesmo a restrição da Justiça gratuita

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software