Mulher é executada com 10 tiros à queima roupa em restaurante perto da praia

Delegacia de homicídios investiga o que motivou assassinato de mulher de 44 anos

Comentar
Compartilhar
10 JUN 2021Por Da Reportagem15h30
Policiais conseguiram obter imagens de câmeras de monitoramento após execuçãoPoliciais conseguiram obter imagens de câmeras de monitoramento após execuçãoFoto: Divulgação

Uma mulher de 44 anos de idade foi morta com pelo menos dez tiros à queima roupa efetuados por um motoqueiro enquanto a vítima estava na área externa de um restaurante que fica localizado a apenas três quadras da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. A polícia apura o que poderia ter motivado a execução na tarde da última quarta-feira (9) e realiza buscas para identificar o autor dos disparos. As informações são do jornal 'Meia Hora'.

Segundo testemunhas, o criminoso chegou ao restaurante, localizado no cruzamento entre a Rua Anita Garibaldi e a Rua Tonelero, de moto e sacou uma pistola automática. Ele apontou a arma de fogo contra Ildecy Cardoso Xavier e puxou o gatilho. A rajada de disparos acertou a vítima fatal e um garçom que trabalha no restaurante e estava próximo da área externa do local no momento do homicídio.

Ambos foram socorridos, mas Ildecy não resistiu aos ferimentos e morreu antes de chegar a uma unidade de saúde enquanto o garçom, que foi baleado no abdômen, foi levado para o Hospital Municipal Miguel Couto e seu estado de saúde é considerado estável.

Dentre o grupo de mais de 10 pessoas que presenciou a execução, um homem afirmou às autoridades que tentou identificar a moto usada pelo criminoso, mas disse que ela estava sem placa. De acordo com a apuração da Polícia Civil, o motoqueiro veio pela Praça Edmundo Bittencourt, na Rua Anita Garibaldi, antes de efetuar os tiros.

A polícia recolheu gravações de diversas câmeras de monitoramento localizadas no bairro e segue tentando localizar o atirador.