Motorista recusa programa com travestis que não queriam pagar corrida e é roubado em SV

O caso aconteceu no Itararé. Foram levados da vítima um aparelho de celular da marca LG e a quantia R$ 150,00

Comentar
Compartilhar
29 OUT 2020Por Da Reportagem17h30
Motorista de aplicativo foi assaltado por volta das 2 horas desta quinta-feira (29)Foto: Nair Bueno/DL

Um motorista de aplicativo, de 40 anos, foi roubado por duas travestis que se recusaram a pagar pela corrida e ofereceram serviços íntimos a ele na madrugada desta quinta-feira (29), no Itararé, em São Vicente. Foram levados da vítima um aparelho de celular da marca LG e a quantia de R$ 150,00.

Por volta das 2 horas, a vítima estava com seu veículo parado na Avenida Presidente Wilson, após uma viagem ter sido cancelada, quando as duas travestis se aproximaram e pediram para que o homem os levasse até a praia por R$ 10,00.

Ao chegar no local combinado, as passageiras oferecem serviços íntimos em troca da corrida, sendo a proposta logo rejeitada pelo condutor do veículo. Na sequência, elas anunciaram o assalto. Uma delas ameaçou o motorista afirmando "que ira furá-lo", pois dizia portar uma faca.

O motorista de aplicativo não reagiu e entregou os pertences. Na sequência, as duas travestis fugiram no sentido Centro de São Vicente.

A vítima descreveu as assaltantes à polícia. A que sentou no banco da frente do veículo tem pele branca, aparenta ter entre 25 e 30 anos, e possui cabelo loiro comprido. Ela usava blusa vermelha e a parte de baixo da roupa era branca.

A outra tem pele parda, estrutura mediana, é magra, aparenta ter a mesma idade da comparsa e possui cabelo preto. Ela usava vestido bege e foi quem ameaçou o motorista de aplicativo, afirmando que portava uma faca consigo.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de São Vicente.