Motorista de Varginha (MG) é mantido refém em cativeiro ao ser assaltado em Santos

Ele foi rendido na Alemoa, enquanto descansava na cabine de seu caminhão, e levado até cativeiro em matagal próximo à Via Anchieta

Comentar
Compartilhar
05 JUN 2020Por Gilmar Alves Jr.18h20
A vítima foi levada para um cativeiro em um matagal próximo à Via Anchieta, em SantosFoto: Reprodução/Google Maps

Um motorista de caminhão de Varginha (MG) foi mantido refém na madrugada de quarta-feira (3) em um cativeiro próximo a uma torre, na altura do quilômetro 37 da Via Anchieta, em Santos, enquanto bandidos consumavam o roubo do veículo pesado e de um semirreboque. 

A vítima, de 44 anos, só foi libertada cerca de uma hora após o dia clarear. Ela foi até a rodovia e recebeu atendimento de policiais militares rodoviários, sendo encaminhada para a 1ª Delegacia da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) da Baixada Santista, que investiga a identidade dos bandidos e o destino do caminhão e do semirreboque. 

O motorista narrou aos policiais que foi rendido pelos criminosos por volta da 1h30, quando descansava na cabine do caminhão que utiliza. 

Um criminoso quebrou a janela de vidro e mediante ameaça com arma de fogo anunciou o assalto. Na sequência, este assaltante e um comparsa entraram na cabine. 

Um dos bandidos assumiu a direção do veículo e seguiu até a Rua Augusto Barata, onde foi desengatado um dos semirreboques. 

O caminhão foi conduzido pela Anchieta no sentido São Paulo e, no trajeto, um terceiro integrante do bando também embarcou no veículo. Conforme narra a vítima, ela foi obrigada a ficar deitada na cama do caminhão com a cabeça coberta por cerca de 40 minutos até ser levada ao cativeiro, no mato, onde foi mantida sob ameaças de morte. 

Quando o dia amanhecia, um criminoso que tomava conta do cativeiro disse para a vítima sair do local somente uma hora depois, pois caso saísse antes seria contida, pois havia "olheiros vigiando". 

O motorista também teve pertences e R$ 250,00 roubados.