Motorista de prestadora de serviços da Coca-Cola confessa furto em Guarujá em interrogatório

O homem dizia que o caminhão foi saqueado na véspera de Réveillon, mas rastreamento apontou desvio da rota de entrega; dono de adega e dono de padaria foram presos por receptação

Comentar
Compartilhar
08 JAN 2021Por Gilmar Alves Jr.17h56
O motorista confessou nesta quinta (7) que vendeu no dia 31 os produtos que desviou do caminhãoFoto: Divulgação/Polícia Civil

Um motorista de uma transportadora que presta serviços para a Coca-Cola FEMSA confessou, em interrogatório à Polícia Civil nesta quinta-feira (7), ter furtado mercadorias, incluindo refrigerantes, cervejas, sucos e energéticos, na véspera de Réveillon enquanto estava a a trabalho em Guarujá. Ele foi indiciado na 1ª Delegacia da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) regional sob a acusação de desvios de mais de R$ 11 mil em mercadorias.

O dono de uma adega e o dono de uma padaria em Guarujá foram presos em flagrante por receptação, tendo comprado produtos por preço abaixo de mercado, e a dona de um quiosque na mesma cidade é investigada, pois comprou garrafas de Heineken do acusado, mas com preços de mercado. Ela alega que não tinha mercadorias e que o motorista ofereceu uma “sobra”.

A discrepância de informações entre a versão apresentada pelo motorista sobre o falso saque por populares no dia 31, na Barreira João Guarda, e o que apontava o sistema de rastreamento, com desvio de rota, fez o Setor de Roubo de Cargas da 1ª Delegacia da Deic ser acionado. Os policiais já tinham informações de que o rastreamento apontou que o motorista parou em frente a uma adega na Avenida Desembargador Plinio de Carvalho Pinto, no Jardim Virgínia.

Sob o comando do delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior, titular da delegacia, e do investigador-chefe, Paulo Carvalhal, os investigadores do setor interrogaram o motorista na unidade, na tarde desta quinta, e ele confessou os desvios, indicando os locais onde vendeu as mercadorias. Ele ainda apresentou R$ 3,6 mil, parte do dinheiro que ganhou com a revenda criminosa.

Na adega os policiais recuperaram 108 pacotes com 12 unidades de Coca-Cola lata 350ml que haviam sido desviadas pelo motorista. Cento e 20 pacotes tinham sido adquiridos pelo comerciante, de 47 anos, que foi indiciado por receptação qualificada. Na padaria

Na padaria, na Vila Júlia, a equipe da Deic apreendeu 37 latas de coca cola 220ml, quatro Sprites de 2 litros e uma Fanta de 2 litros e deteve em flagrante o dono, de 39 anos.

Já no quiosque, na Orla do Jardim Praiano, foram encontrados 19 engradados de Heineken, cada um deles com 24 garrafas vazias de 600 ml.